indicetj.com

Participe do grupo indicetj.com no...

COMPARTILHE!

 

 

 

Eu, Ancião Brasileiro,

Inicio uma série sobre as aventuras e peripécias dos líderes congregacionais: os anciãos das Testemunhas de Jeová. Resolvi compartilhar essas informações para ajudar outros a entenderem que sujeitar-se a estes homens não é, nunca foi e nunca será uma real sujeição a Cristo, tampouco ao próprio Criador. Todos os acontecimentos ocorreram em meu circuito. E eu estava envolvido em todos. Não estou repassando história como corrente ou lenda e sim descrevendo relatos de pessoas que conheci.

 

"Quem realmente são os anciãos?"

 

 

CAUSO 1

Um dos procedimentos mais constrangedores na congregação das Testemunhas de Jeová é a Comissão Judicativa - quando um professo errante ou acusado de transgressão é convocado para um tribunal eclesiástico. O errante acredita piamente que está abrindo seu coração perante Deus e somente a confissão trará paz mental e alívio a uma consciência atormentada. Para ter seu pecado perdoado e encontrar uma redenção, o acusado deve expor detalhes íntimos de suas faltas não poupando os detalhes mais indiscretos possíveis. É essa particularidade nas comissões judicativas que mexem com o imaginário da maioria dos anciãos. Pois fomentam seus fetiches e taras mais reprimidos ou não. 

 

COMISSÃO JUDICATIVA

- O FETICHE DE HOMENS DESIGNADOS

O Causo de o Cara

Gostaria de lhes contar sobre um determinado ancião que o chamaremos de "o Cara. É um ancião entre seus 35-40 anos, casado com uma irmã dez anos mais nova que ele. É arrogante e tirado a playboy, mas, destaca-se sua obsessão por comissões judicativas. Porém, não é qualquer comissão que desperta seu desejo. Somente aquelas que envolvem mulheres jovens ou bem apanhadas!

Levou anos para que eu notasse esse desvio de conduta no Cara. Após eu ser designado como ancião, de certa forma, eu me escusava de comissões judicativas. Em contraste, o Cara sempre levantava rapidamente a mão como voluntário quando o corpo se reunia para escolher os participantes. Comecei a notar algo estranho nesse ancião. Quando surgia necessidade de formação de comissões para cuidar de homens ou irmãs não tão avantajadas, nosso querido o ancião o Cara nunca podia se fazer presente e dizia que estava cheio de trabalho. Porém, para as jovenzinhas, ele estava sempre estava disponível.

Comecei a desfrutar da amizade desse ancião. Me era imposta essa necessidade. Comecei a achar seu comportamento estranho, com um linguajar solto, palavras frívolas e obscenas. Amante do álcool e, por diversas vezes, ao ponto de se embriagar. Em um de seus porres, o ancião o Cara começava a revelar sua personalidade libertina e fazia referências escrotas às irmãs. "Se eu fosse solteiro, pegaria essa e aquela", dizia o ébrio o Cara.

Era tarde de primavera. E aconteceu que uma linda jovem de 17 anos foi descoberta por seus pais como praticante de imoralidade sexual. Seu pai me confessou isso aos prantos e me pediu, por favor, que ajudássemos àquela família. Tínhamos um princípio entre o corpo: aqueles que fossem confidentes de uma transgressão seriam os mais recomendados para a comissão. O objetivo era preservar a integridade dos errantes.

A comissão judicativa seria composta por três anciãos. Eu e outro irmão que havia ouvido a confidência nos oferecemos. Faltava apenas um ancião para compor o trio. E vocês já podem imaginar a expectativa que o ancião o Cara ficou para ser o indicado. Eu sugeri que outro ancião participasse conosco. (kkk) O ancião o Cara ficou visivelmente transtornando. Perguntou se eu era coordenador. Por que tinha que ser eu um dos participantes? Lembrei a lei, a filosofia do corpo de anciãos: os confidentes participam da comissão. O Cara disse que isso não estava no KS e que não achava interessante a formação sugerida. Usei outros argumentos que deixaram o Cara perturbado. E, por fim, realmente o deixei fora dessa comissão. Revelação: ele tinha um tesão nessa jovem que, infelizmente, não podia ser satisfeito.

Cuidamos do caso e, durante a reunião, lutei para não desassociar a jovem. E ela não foi desassociada. O Cara ficou mais revoltado ainda. Procurou saber detalhes da reunião através dos demais participantes. Desse dia em diante, o Cara se tornou um dos meus piores inimigos no corpo de anciãos. Revoltado, soltando fogos pelas ventas, o Cara passou meses sem falar comigo.

O Cara serve até hoje como ancião, aliciando as jovens inocentes, com piadas e gracejos. E continua servindo em comissões judicativas em busca de contos pornôs para alimentar sua mente.

Há aqueles anciãos que usam as comissões judicativas com pessoas do sexo oposto (nem sempre) para saciarem seus desejos escrotos íntimos. Por meio de perguntas indelicadas, atiçam sua própria sexualidade, devorando em suas mentes seus desejos pervertidos. Perguntas sobre orgasmo, masturbação mútua, se tocaram nos seios ou se beijaram de língua molhadinha. Também, se houve penetração profunda ou superficial. Qual dos dois gozou primeiro e se, durante o gozo, ouve gemidos sensuais de ambas as partes. Enfim, estas e outras perguntas são desnecessárias e servem apenas para satisfazer a ganância sexual desses homens que, inflamados, buscam prazeres nas ovelhas inocentes. Eu não sou fiscola. Mas, já testemunhei anciãos tendo ereções durante as comissões, se saciando ao ouvir o relato da fraqueza das irmãos

LIÇÃO ─ Prezados, rejeite abrir seu coração para esses canalhas travestidos de pastores amorosos. Sua intimidade só diz respeito àqueles que verdadeiramente o amam. Não compartilhe emoções ou experiências com estranhos. Se você sentir a necessidade de se confessar, faça isso a Deus, no escuro do seu quarto, ou na imensidão de um oceano ou rio. Não compareça as comissões judicativas e, se for, mantenha-se calado. Exija respeito. Se necessário, seja indelicado com esses monstros que não movem uma palha para tornar sua vida melhor. E sabemos que estão ansiosos para desassociar e escrever relatórios para o escritório. Depois disso, vocês serão largados ao ermo e ao ostracismo.

NOTA Desculpem o linguajar desse conto, mas, por mais triste que seja, é assim que consigo descrever a real situação e sentimento dos envolvidos. Não é obra de ficção ou mera coincidência.

 

CAUSO 2

CAUSO 3

CAUSO 4

CAUSO 5

CAUSO 6

 

 

 

COMPARTILHE!

 

 

 

 

 

 

indicetj.com

Participe do grupo indicetj.com no...

Poderá escrever-me: indicetj@yahoo.com.br