facebok

GRUPO INDICETJ EX-TJ

Participe também!

 

A cumplicidade:

Deus, Abraão, Eliézer, Rebeca, Betuel e Labão

Em Gênesis 24, lemos que Abraão, por meio de seu servo, presenteou Rebeca com enfeites femininos. Diante disso, pergunto: Agiu Abraão indevidamente? Deus o repreendeu? E como reagiu Rebeca diante dos atavios? Aceitou ou rejeitou tais presentes? Para responder a estas e a outras perguntas relacionadas, convido-o a investigar o trecho bíblico a seguir.

O relato é um tanto extenso, é verdade, porém, você se beneficiará se o ler cuidadosamente. Perceberá como Deus, Abraão, Eliézer, Rebeca, Betuel e Labão encaravam a questão dos adornos. Daí, após meditar no relato bíblico, facilmente poderá diferenciar o "joio do trigo". Sim, na questão dos adornos, verá a posição das Escrituras contrastada com o ensino de homens. Boa leitura, bom estudo!

GÊNESIS 24:1-61

" 1 E era Abraão já velho e adiantado em idade, e o SENHOR havia abençoado a Abraão em tudo.   2 E disse Abraão ao seu servo, o mais velho da casa, que tinha o governo sobre tudo o que possuía: Põe agora a tua mão debaixo da minha coxa,   3 Para que eu te faça jurar pelo SENHOR, Deus dos céus e Deus da terra, que não tomarás para meu filho mulher das filhas dos cananeus, no meio dos quais eu habito,   4 mas que irás à minha terra e à minha parentela e daí tomarás mulher para meu filho Isaque.   5 E disse-lhe o servo: Porventura não quererá seguir-me a mulher a esta terra. Farei, pois, tornar o teu filho à terra de onde saíste?   6 E Abraão lhe disse: Guarda-te, que não faças lá tornar o meu filho.   7 O SENHOR, Deus dos céus, que me tomou da casa de meu pai e da terra da minha parentela, e que me falou, e que me jurou, dizendo: À tua semente darei esta terra, ele enviará o seu Anjo adiante da tua face, para que tomes mulher de lá para meu filho.   8 Se a mulher, porém, não quiser seguir-te, serás livre deste meu juramento; somente não faças lá tornar a meu filho.   9 Então, pôs o servo a sua mão debaixo da coxa de Abraão, seu senhor, e jurou-lhe sobre este negócio.   10 E o servo tomou dez camelos, dos camelos do seu senhor, e partiu, pois que toda a fazenda de seu senhor estava em sua mão; e levantou-se e partiu para a Mesopotâmia, para a cidade de Naor.   11 E fez ajoelhar os camelos fora da cidade, junto a um poço de água, pela tarde, ao tempo em que as moças saíam a tirar água.   12 E disse: Ó SENHOR, Deus de meu senhor Abraão, dá-me, hoje, bom encontro e faze beneficência ao meu senhor Abraão!   13 Eis que eu estou em pé junto à fonte de água, e as filhas dos varões desta cidade saem para tirar água;   14 seja, pois, que a donzela a quem eu disser: abaixa agora o teu cântaro para que eu beba; e ela disser: Bebe, e também darei de beber aos teus camelos, esta seja a quem designaste ao teu servo Isaque; e que eu conheça nisso que fizeste beneficência a meu senhor.  

15 E sucedeu que, antes que ele acabasse de falar, eis que Rebeca, que havia nascido a Betuel, filho de Milca, mulher de Naor, irmão de Abraão, saía com o seu cântaro sobre o seu ombro. 16 E a donzela era mui formosa à vista, virgem, a quem varão não havia conhecido; e desceu à fonte, e encheu o seu cântaro, e subiu.   17 Então, o servo correu-lhe ao encontro e disse: Ora, deixa-me beber um pouco de água do teu cântaro.   18 E ela disse: Bebe, meu senhor. E apressou-se, e abaixou o seu cântaro sobre a sua mão, e deu-lhe de beber.   19 E, acabando ela de lhe dar de beber, disse: Tirarei também água para os teus camelos, até que acabem de beber.   20 E apressou-se, e vazou o seu cântaro na pia, e correu outra vez ao poço para tirar água, e tirou para todos os seus camelos.   21 E o varão estava admirado de vê-la, calando-se, para saber se o SENHOR havia prosperado a sua jornada, ou não.  

22 E aconteceu que, acabando os camelos de beber, tomou o varão um pendente de ouro de meio siclo de peso, e duas pulseiras para as suas mãos, do peso de dez siclos de ouro,

               

23 e disse: De quem és filha? Faze-mo saber, peço-te; há também em casa de teu pai lugar para nós pousarmos?   24 E ela disse: Eu sou filha de Betuel, filho de Milca, o qual ela deu a Naor.   25 Disse-lhe mais: Também temos palha, e muito pasto, e lugar para passar a noite.   26 Então, inclinou-se aquele varão, e adorou ao SENHOR,   27 e disse: Bendito seja o SENHOR, Deus de meu senhor Abraão, que não retirou a sua beneficência e a sua verdade de meu senhor; quanto a mim, o SENHOR me guiou no caminho à casa dos irmãos de meu senhor.   28 E a donzela correu e fez saber estas coisas na casa de sua mãe.   29 E Rebeca tinha um irmão cujo nome era Labão; e Labão correu ao encontro daquele varão à fonte.   30 E aconteceu que, quando ele viu o pendente e as pulseiras sobre as mãos de sua irmã e quando ouviu as palavras de sua irmã Rebeca, que dizia: Assim me falou aquele varão, veio ao varão, e eis que estava em pé junto aos camelos à fonte.   31 E disse: Entra, bendito do SENHOR, por que estarás fora? Pois eu já preparei a casa e o lugar para os camelos.   32 Então, veio aquele varão à casa, e desataram os camelos e deram palha e pasto aos camelos e água para lavar os pés dele e os pés dos varões que estavam com ele.   33 Depois, puseram de comer diante dele. Ele, porém, disse: Não comerei, até que tenha dito as minhas palavras. E ele disse: Fala.   34 Então, disse: Eu sou o servo de Abraão.   35 O SENHOR abençoou muito o meu senhor, de maneira que foi engrandecido; e deu-lhe ovelhas e vacas, e prata e ouro, e servos e servas, e camelos e jumentos.   36 E Sara, a mulher do meu senhor, gerou um filho a meu senhor depois da sua velhice, e ele deu-lhe tudo quanto tem.   37 E meu senhor me fez jurar, dizendo: Não tomarás mulher para meu filho das filhas dos cananeus, em cuja terra habito;   38 irás, porém, à casa de meu pai e à minha família e tomarás mulher para meu filho.   39 Então, disse eu ao meu senhor: Porventura não me seguirá a mulher.   40 E ele me disse: O SENHOR, em cuja presença tenho andado, enviará o seu Anjo contigo e prosperará o teu caminho, para que tomes mulher para meu filho da minha família e da casa de meu pai.   41 Então, serás livre do meu juramento, quando fores à minha família; e, se não ta derem, livre serás do meu juramento.   42 E hoje cheguei à fonte e disse: Ó SENHOR, Deus de meu senhor Abraão, se tu, agora, prosperas o meu caminho, no qual eu ando,   43 eis que estou junto à fonte de água; seja, pois, que a donzela que sair para tirar água e à qual eu disser: Ora, dá-me um pouco de água do teu cântaro,   44 e ela me disser: Bebe tu também e também tirarei água para os teus camelos, esta seja a mulher que o SENHOR designou ao filho de meu senhor.  

 45 E, antes que eu acabasse de falar no meu coração, eis que Rebeca saía com o seu cântaro sobre o seu ombro, e desceu à fonte, e tirou água; e eu lhe disse: Ora, dá-me de beber.   46 E ela se apressou, e abaixou o seu cântaro de sobre si, e disse: Bebe, e também darei de beber aos teus camelos; e bebi, e ela deu também de beber aos camelos.   47 Então, lhe perguntei e disse: De quem és filha? E ela disse: Filha de Betuel, filho de Naor, que lhe gerou Milca. Então, eu pus o pendente no seu rosto, e as pulseiras sobre as suas mãos.   48 E, inclinando-me, adorei ao SENHOR e bendisse ao SENHOR, Deus do meu senhor Abraão, que me havia encaminhado pelo caminho da verdade, para tomar a filha do irmão de meu senhor para seu filho.   49 Agora, pois, se vós haveis de mostrar beneficência e verdade a meu senhor, fazei-mo saber; e, se não, também mo fazei saber, para que eu olhe à mão direita, ou à esquerda.   50 Então, responderam Labão e Betuel, e disseram: Do SENHOR procedeu este negócio; não podemos falar-te mal ou bem.   51 Eis que Rebeca está diante da tua face; toma-a e vai-te; seja a mulher do filho de teu senhor, como tem dito o SENHOR.   52 E aconteceu que o servo de Abraão, ouvindo as suas palavras, inclinou-se à terra diante do SENHOR;   53 e tirou o servo vasos de prata, e vasos de ouro, e vestes, e deu-os a Rebeca; também deu coisas preciosas a seu irmão e à sua mãe.   54 Então, comeram, e beberam, ele e os varões que com ele estavam, e passaram a noite. E levantaram-se pela manhã, e disse: Deixai-me ir a meu senhor.   55 Então, disseram seu irmão e sua mãe: Fique a donzela conosco alguns dias ou pelo menos dez dias; e depois irá.   56 Ele, porém, lhes disse: Não me detenhais, pois o SENHOR tem prosperado o meu caminho; deixai-me partir, para que eu volte a meu senhor.   57 E disseram: Chamemos a donzela, e perguntemos-lho.   58 E chamaram Rebeca e disseram-lhe: Irás tu com este varão? Ela respondeu: Irei.   59 Então, despediram Rebeca, sua irmã, e a sua ama, e ao servo de Abraão, e os seus varões.   60 E abençoaram Rebeca e disseram-lhe: Ó nossa irmã, sejas tu em milhares de milhares, e que a tua semente possua a porta de seus aborrecedores!   61 E Rebeca se levantou com as suas moças, e subiram sobre os camelos e seguiram o varão; e tomou aquele servo a Rebeca e partiu.

® Observação: "vasos", no versículo 53, pode ser traduzido por "jóias", segundo a referência da Bíblia Almeida Revista e Corrigida.

Análise:

ABRAÃO

Abraão, pai de Isaque, queria que seu filho casasse com alguém que adorasse ao verdadeiro Deus. Por isso enviou seu servo, provavelmente Eliézer, para buscar uma esposa adequada para Isaque. — Gênesis 15:2. 

É importante notar que, em sua "mala" de viagem, o servo de Abraão "levou consigo de todos os bens" de seu Senhor. (Gênesis 24:10, Almeida Revista e Atualizada.) Assim, Abraão mandou à seus parentes muitas coisas boas como presentes. Temos como saber qual foi alguns destes "bens"? Sim, pois o relato revela, em Gênesis 24:22, 53:

" 22 E aconteceu que, acabando os camelos de beber, tomou o homem um pendente de ouro de meio siclo de peso, e duas pulseiras para as suas mãos, do peso de dez siclos de ouro...    53 E tirou o servo jóias de prata e jóias de ouro, e vestidos, e deu-os a Rebeca; também deu coisas preciosas a seu irmão e à sua mãe." — Almeida, Edição Corrigida e Revisada Fiel ao Texto Original.

 

Portanto, parte dos "bens" de Abraão eram "jóias de prata e jóias de ouro". É pura tolice crer que Abraão, "chamado o amigo de Deus" (Tiago 2:23), mantinha itens detestáveis ao SENHOR, considerando-os como "bens" valiosos. 

Lembre-se que Abraão procurava uma esposa para seu filho. Se “jóias” fossem impróprias para uma serva de Deus, é óbvio que o oferecimento delas à Rebeca seria mais um fator repelente que aproximador entre as duas famílias! Logo, Abraão não entendia que o uso de enfeites era algo impróprio para mulheres devotas ao SENHOR.

REFLITA

Abraão não presentearia sua futura família com objetos condenados por Deus, presentearia?

 

ELIÉZER

Eliézer não era um simples empregado. Era homem de confiança, “o mais antigo servo da casa, que governava tudo o que possuía” Abraão. (Gênesis 24:2, na Almeida Revista e Atualizada.) Ele saberia se pendentes e colares fossem detestáveis para as servas do SENHOR.

O servo de Abraão, sendo um verdadeiro adorador, orou para ser abençoado na tarefa que recebeu. (Gênesis 24:12-14; 24:48) Com respeito a oração, em 1 João 3:22, somos informados que “qualquer coisa que lhe pedirmos, dele a receberemos, porque guardamos os seus mandamentos e fazemos o que é agradável à sua vista.” Assim, para que Eliézer fosse ouvido e atendido por Deus, era preciso que estivesse obedecendo a Deus e praticando coisas boas diante dele. 

Visto que Eliézer levava — deliberadamente — vários adornos em sua bagagem com o alvo de dá-las aos parentes de seu amo, podia ele esperar ser ouvido favoravelmente por Deus? 

Claro que sim! Ele sabia que o uso de adornos não era algo impróprio! De fato, Deus ouvir e atender a oração dele prova que o oferecimento do pendente, das pulseiras e das demais "jóias" eram ações “agradáveis à vista” do SENHOR.

 

BETUEL e LABÃO

Agora, procure imaginar a cena descrita abaixo:

GÊNESIS 24:53

“Então tirou o servo jóias de prata, e jóias de ouro, e vestidos, e deu-os a Rebeca; também deu coisas preciosas a seu irmão e a sua mãe.”

                   

Imaginou? Como acha que Betuel, pai de Rebeca, e Labão, seu irmão mais velho, reagiram diante disso? Será que disseram algo como:

"Falso! Falso! Falso! Queres nos desencaminhar oferecendo tais coisas? Você é um enganador; é mentira que vem em nome de Abraão pois sabemos que um verdadeiro servo de Deus jamais ofereceria tais coisas detestáveis! Vá embora, ninguém aqui prejudicará a boa relação que temos com Deus aceitando estas joias..."?

Não! Betuel e Labão não agiram assim! O versículo 31 mostra que Labão considerava o viajante como “bendito do Senhor” — não como representante do Diabo, que espertamente planejava escandalizar sua família com presentes abomináveis. Pelo contrário, tanto Betuel como Labão não tinham um pingo de dúvida que "do SENHOR procedeu este negócio." — versículo 50.

 

REBECA

Medite no trecho a seguir:

GÊNESIS 24:21, 22

"E o varão estava admirado de vê-la, calando-se, para saber se o SENHOR havia prosperado a sua jornada, ou não. E aconteceu que, acabando os camelos de beber, tomou o varão um pendente de ouro de meio siclo de peso, e duas pulseiras para as suas mãos, do peso de dez siclos de ouro..."

 

Aceitaria Rebeca atavios se acreditasse que estes fossem condenados por Deus? Pensou Rebeca - como alguns dos que condenam o uso de adornos - que usá-los a identificaria como mulher do mundo ou até mesmo como, digamos, "mulher de vida fácil"? O que fez ela? 

Em vez de rejeitá-los, o versículo 30 indica que ela os aceitou pois Labão "viu o pendente, e as pulseiras sobre as mãos de sua irmã." Note que Rebeca não apenas se-gu-ra-va os presentes. Aconteceu mais do que isso! O versículo 47 nos informa (para o choque daqueles que se opõem ao uso de adornos) que Rebeca permitiu a Eliézer que até mesmo pusesse “o pendente no seu rosto ("no seu nariz", Almeida Revisada.) e as pulseiras sobre as suas mãos”! 

Veja! Rebeca aceitou e passou a usar os ornamentos! Ela não se transformou em nenhuma prostituta por isso, se transformou? Logo, é evidente que o uso correto dos adornos não é impróprio!

 

O SENHOR E SEU ANJO

GÊNESIS 24:7

"O SENHOR, Deus dos céus, que me tomou da casa de meu pai e da terra da minha parentela e que me falou, e que me jurou, dizendo: À tua semente darei esta terra; ele enviará o seu Anjo adiante da tua face, para que tomes mulher de lá para meu filho."

 

Deus designou um “Anjo” para acompanhar o servo de Abraão durante todo o caminho. Não teria sentido o “Anjo” acompanhá-lo caso Eliézer, propositadamente, portasse algo desaprovado pelo Criador.

Foi “O SENHOR, Deus dos céus” que escolheu Rebeca — uma mulher que aceitava enfeites. Se Deus encarasse a mulher que usa enfeites de modo negativo, teria escolhido esse tipo de pessoa para esposa de Isaque? Ora, se como dizem alguns, "a mulher de Deus não deve ser como as mulheres do mundo, que usam atavios", então, o fato de Rebeca aceitá-los revelaria — imediatamente — que ela não seria uma esposa certa para Isaque! Mas, veja bem, meu amigo leitor, o modo de pensar de Deus é DIFERENTE! A adornada Rebeca foi escolhida por Deus como esposa ideal. Se, neste caso, pensa diferente de Deus, seria sábio reavaliar com urgência sua crença, não seria?

 

Leitor. tirou proveito da consideração acima?

Compreendeu que enfeites, em si mesmos, não são condenáveis à vista de Deus?

Deverá ter aprendido aqui que tanto quem deu como quem recebeu enfeites eram — e continuaram sendo — servos aprovados de Deus.

1

PÁGINA INICIAL

 

 facebok

GRUPO INDICETJ EX-TJ

Participe também!