MAS, E OS TEXTOS QUE "CONDENAM" ORNAMENTOS?

 

EZEQUIEL 23:40, 42

" 40 E, o que mais é, mandaram vir uns homens de longe; fora-lhes enviado um mensageiro, e eis que vieram; por amor deles te lavaste, coloriste os teus olhos, e te ornaste de enfeites...  

42 ... e puseram braceletes nas suas mãos e coroas de esplendor na sua cabeça."

Análise:

"O povo de Deus é representado como duas irmãs - Samaria (o Reino do Norte, ou Israel) e Jerusalém (O Reino do Sul, ou Judá). Ezequiel descreve-as como mulheres infiéis a Deus, que cometeram adultério espiritual, prostituindo-se com outras nações." — Nota da Bíblia de Estudo Pentecostal, em Ezequiel 23:2.

Leitor, onde se insinua que o mero uso de "joias de adornos" (versículo 26) tenha sido a razão básica das dificuldades? Longe disso! Leia o capítulo 23 inteiro (Não vá vomitar, heim...). Lerá a respeito do proceder imoral desta mulher. Por exemplo, nos versículos 19-21: 

"Ela, todavia, multiplicou as suas prostituições, lembrando-se dos dias da sua mocidade, em que se prostituíra na terra do Egito.   20 E enamorou-se dos seus amantes, cujos membros são como membros de jumentos e cujo fluxo é como o fluxo de cavalos.   21 Assim, trouxeste à memória a  apostasia da tua mocidade, quando os do Egito apalpavam os teus seios, os peitos da tua mocidade." 

Argh! Não, não era simplesmente porque usava adornos que Deus permitiria que tal mulher representativa fosse punida. "Essas coisas se te farão, porque te prostituíste após os gentios, e te contaminaste com os seus ídolos. No caminho de tua irmã, andaste; por isso, entregarei o seu copo na tua mão." (versículos 30 e 31.) Veja também os versículos 37-39.

 

"Diante desse fato surge inevitavelmente a pergunta: Quem deu as jóias para a esposa (Jerusalém), que seriam arrancadas pelos filhos de Babilônia? Não foi o marido (Deus)? Quem deu/presenteou e colocou com as próprias mãos os brincos, o colar e os braceletes na mulher (Jerusalém) em Ezequiel 16:1-21? Agora observem e comparem o argumento adventista que frisa que “beberrões do deserto deram braceletes e diademas e elas adulteraram”. Perguntamos mais uma vez a todos os nossos queridos leitores: Em Ezequiel 16, foi algum “beberrão do deserto” que deu os adornos à mulher Jerusalém, quando ela adulterou do mesmo modo? Se o problema foi; como querem dar a entender os ASD; dos adereços, então a culpa foi de Deus? Afinal de contas, quem ornou, enfeitou a nação de Israel (mulher) transformando-a em algo belíssimo e desejável? 

Basta reler o início de Ezequiel 16 para sentir como Deus estava validando e se identificando com o profundo anseio das mulheres que ele mesmo imaginou e criou de serem bonitas e admiradas. Observemos que é com os lindos objetos de adorno que ele completa a perfeição da formosura dessa mulher que representa o seu povo amado. Aquela mulher bonita (e adornada), entretanto, não deveria se esquecer de que a sua beleza foi dada e permitida por Deus com o propósito de ser usado para refletir a sua glória: "Correu a tua fama… por causa da minha glória que eu pusera em ti" (v. 14). Foi quando as mulheres se desviaram desse propósito e confiaram na sua própria formosura que os adornos foram retirados." - Blog Ex-Adventista

 

PÁGINA INICIAL