Agradecimentos ao site http://indicetj.com pelo espaço.

 

PROVÉRBIOS 20:1

"O vinho (yayin) é escarnecedor, e a bebida forte (shekar), alvoroçadora;

e todo aquele que neles errar nunca será sábio.”

Análise:

Que ideia se quer transmitir com “errar” no consumo de “vinho” e “bebida forte”?

Uma consulta ao hebraico revela que a palavra traduzida aqui por “errar” é shagah.

Para termos uma compreensão maior, repare como essa palavra é traduzida em diversas Bíblias:

 

1

Almeida Contemporânea:

“O vinho é escarnecedor, e a bebida forte alvoroçadora;

todo aquele que por eles é desviado não é sábio.”

2

Almeida Revista e Atualizada:

"O vinho é escarnecedor, e a bebida forte, alvoroçadora;

todo aquele que por eles é vencido não é sábio."

3

Matos Soares:

“O vinho é uma fonte de luxúria, e a embriaguez é cheia de desordens;

/ todo aquele que põe nisto o gosto, não será sábio.”

4

Bíblia Viva:

“O vinho perturba o homem e dá uma falsa coragem.

Como são loucos os homens que se entregam à bebida e acabam dominados por ela!”

5

Nova Versão Internacional:

“O vinho é zombador, e a bebida forte provoca brigas;

não é sábio deixar-se dominar por eles.”

6

Nova Tradução na Linguagem de Hoje:

“Quem bebe demais fica barulhento e caçoa dos outros;

o escravo da bebida nunca será sábio."

 

De certo o vinho e a bebida forte tem o poder inebriante. No entanto, este texto não estabelece que aquele que beber de modo controlado também "erra". Devido ao poder inebriante das bebidas alcoólicas, o conselho bíblico alerta sobre o excesso.

Após falar sobre os “bêbados de Efraim”, que foram “vencidos do vinho”, o profeta Isaías diz igualmente sobre os sacerdotes e os profetas de Jerusalém: “erram por causa do vinho e com a bebida forte se desencaminham” a ponto de serem “absorvidos do vinho” (Isaías 28:1, 7). Novamente, vemos que "errar" por causa do vinho e bebida forte está ligado a "bêbados" que são "vencido do vinho" e "absorvidos do vinho".

Assim, pelo contexto bíblico, não por alguma opinião humana, a pessoa “shagah”, isto é, "erra" no uso de “vinho” e “bebida forte”, não quando simplesmente os ingere, mas quando se descontrola, tomando mais do que o seu corpo suporta. Quando isto acontece, torna-se evidente que o "vinho é escarnecedor, e a bebida forte, alvoroçadora". Agindo assim, a pessoa "erra" e "nunca será sábia".

Atravesse. Mas, com cuidado!

O uso de tais bebidas é como atravessar uma estrada movimentada; havendo descuido, a pessoa pode ser atropelada. (Visto que esse perigo é real, será que nunca mais deveríamos atravessar ruas e estradas?) Isso recomenda que se tenha uma atitude responsável para com o consumo de bebida alcoólica, procedendo de tal modo que jamais sinta pesar pelo que aconteceu depois de beber. Evidentemente, aquele que não se dá bem com as bebidas deverá evitá-las totalmente.

 

CLIQUE - ÍNDICE ESTUDO SOBRE BEBIDAS ALCOÓLICAS

Gostaria de conhecer seu comentário sobre os estudos das bebidas alcoólicas.

Escreva para emverdade@yahoo.com.br