Agradecimentos ao site http://indicetj.com pelo espaço.

 

 

PROVÉRBIOS 23:29-35

" 29 Para quem são os ais? Para quem, os pesares? Para quem, as pelejas? Para quem, as queixas? Para quem, as feridas sem causa? E para quem, os olhos vermelhos?     30 Para os que se demoram perto do vinho (yayin), para os que andam buscando bebida misturada.     31 Não olhes para o vinho (yayin), quando se mostra vermelho, quando resplandece no copo e se escoa suavemente.     32 No seu fim, morderá como a cobra e, como o basilisco, picará.     33 Os teus olhos olharão para as mulheres estranhas, e o teu coração falará perversidades.     34 E serás como o que dorme no meio do mar e como o que dorme no topo do mastro     35 e dirás: Espancaram-me, e não me doeu; bateram-me, e não o senti; quando virei a despertar? Ainda tornarei a buscá-la outra vez."

 

Acaso alguma parte deste quadro triste descrito no texto acima tem semelhança com você? É isto uma descrição de seu fim de semana - ou até mesmo de um dia corrente? É você um daqueles que vai ao bar local para 'só um traguinho' e não consegue parar?

Deus tem normas e estão descritas em Sua Palavra. Isto inclui o uso correto e incorreto do álcool. Bebedeiras e alcoolismo são claras violações das leis de Deus Gálatas 5:21; 1 Coríntios 6:9-10.

No caso das bebidas alcoólicas, aplica-se o princípio: "Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor." Filipenses 4:5, AR.

Análise:

No afã para promover a abstenção total de bebida alcoólica, alguns afirmam: "Nada se diz nesta passagem sobre beber vinho com ou sem moderação". Com isso querem provar ser errado para todo o crente tomar qualquer quantidade de bebida alcoólica. Será?

Primeiro, uma leitura contextual cuidadosa indicará que o proverbista destaca quem não deveria beber.

Veja bem: O versículo 29 indaga sobre "ais", "pesares", "pelejas", "queixas", "feridas sem causa" e "olhos vermelhos". Para quem são tais males? Será que são para os que também fazem uso controlado do vinho? Lembre-se de que não devemos "acrescentar à Palavra" algo que ela não diz (Deuteronômio 4:2). Tendo isso em mente, qual é a resposta correta?

O versículo seguinte, o versículo 30, responde enfaticamente que tais males são para os "que se demoram perto do vinho", os beberrões habituais que persistentemente o "andam buscando"! (Note a similaridade com Isaías 5:11.) Para esta classe particular de indivíduos, a bebida inebriante é como veneno, muitas vezes causando alguns efeitos bastante ruins: alucinações, conduta vergonhosa, comportamento psicótico, desarranjos de saúde, problemas familiares e até mesmo pobreza.

A pessoa dependente do álcool é chamada de alcoólatra. Para se livrar da bebida, o conselho bíblico é não mais beber. O dependente da bebida precisa lutar com seriedade para, se possível, nem mesmo “olhar para o vinho” [O verbo “olhar” (no grego: ra’ah) é uma palavra comum que significa “ver, olhar examinar”; ra’ah é também empregado no sentido de “escolher”, o que sugere que não se deve olhar com desejo para o vinho fermentado.] ou para a bebida forte visto que, mesmo após recuperar a sobriedade, ele "tornará a buscá-la outra vez". A feliz recomendação dos Alcoólatras Anônimos (veja bem: “Alcoólatras”) para nem sequer beber "o primeiro gole" combina com este alerta bíblico.

A bebida alcoólica, definitivamente, não é recomendada para aqueles que se "demoram" e "andam buscando-a" descontroladamente. — Provérbios 23:30.

 

CLIQUE - ÍNDICE ESTUDO SOBRE BEBIDAS ALCOÓLICAS

Gostaria de conhecer seu comentário sobre os estudos das bebidas alcoólicas.

Escreva para emverdade@yahoo.com.br