Agradecimentos ao site http://indicetj.com pelo espaço.

A "bebida forte" foi recomendada por Deus!

 

DEUTERONÔMIO 14:22-26

22 Certamente darás os dízimos de toda a novidade da tua semente, que cada ano se recolher do campo.

23 E, perante o Senhor teu Deus, no lugar que escolher para ali fazer habitar o seu nome, comereis os dízimos do teu grão, do teu mosto e do teu azeite, e os primogênitos das tuas vacas e das tuas ovelhas; para que aprendas a temer ao Senhor teu Deus todos os dias.

24 E quando o caminho te for tão comprido que os não possas levar, por estar longe de ti o lugar que escolher o Senhor teu Deus para ali pôr o seu nome, quando o Senhor teu Deus te tiver abençoado;

25 Então vende-os, e ata o dinheiro na tua mão, e vai ao lugar que escolher o Senhor teu Deus.

26 E aquele dinheiro darás por tudo o que deseja a tua alma, por vacas, e por ovelhas, e por vinho (yayin), e por bebida forte (shekar), e por tudo o que te pedir a tua alma; come-o ali perante o SENHOR, teu Deus, e alegra-te, tu e a tua casa"

RESUMO:

Os israelitas deveriam comer do dízimo no local indicado por Deus. Quando o local fosse muito distante, tornando difícil levá-los, era possível vendê-los e levar somente o dinheiro. Chegando lá, estavam autorizados a gastá-lo com os itens necessários, inclusive "vinho e bebida forte". Seriam usados festivamente ali, na presença do SENHOR. Naturalmente, esperava-se moderação tanto no comer quanto no beber.

Análise:

Veja o versículo 26! O próprio Deus autoriza que se use o dinheiro do dízimo santo para comprar "vinho" e "bebida forte"!

Sendo assim, como pode haver dúvidas que Ele aprova o uso correto de "bebida forte"? Não pode! Está escrito!

Deus agiu assim mesmo sabendo que "o vinho é escarnecedor, e a bebida forte, alvoroçadora; e todo aquele que neles errar nunca será sábio" (Provérbios 20:1) Diante disso, devemos pensar que Deus estaria desencaminhando seu povo? É certo que não! Tiago 1:13 diz, em parte: "Deus nunca deseja praticar o mal e nunca tenta ninguém a praticá-lo." (A Bíblia Viva)

Então, como explicar isso? É simples. Deus esperava dos israelitas sabedoria para o bom uso destas bebidas, não que "errassem" abusando delas. Este entendimento é ratificado quando lemos no versículo 26 sobre beberem "perante o SENHOR, teu Deus". 

Atualmente há aqueles que bebem sem levar Deus em consideração e, consequentemente, vão além do que seu corpo suporta, embebedando-se. É isto o que Deus quer? Não! O Senhor autoriza algo diferente. Ele espera que seu povo, se beber, beba "perante o SENHOR". Isto exige automaticamente que se beba segundo os princípios que Ele estabeleceu.

Nada no contexto indica que os israelitas, pelo menos nesta ocasião, extrapolaram no consumo de vinho ou de bebida forte. Que bom exemplo para os que fazem uso de bebidas!

CLIQUE - ÍNDICE ESTUDO SOBRE BEBIDAS ALCOÓLICAS

Gostaria de conhecer seu comentário sobre os estudos das bebidas alcoólicas.

Escreva para emverdade@yahoo.com.br