O INDICETJ.COM traz até você - em modo para impressão - destaques da seção "Emails" do indispensável site Testemunha (Odracir)

 

 

 facebok

GRUPO INDICETJ EX-TJ

Participe também!

 

012 - Tempo perdido?

L. O., Brasil, 14/11/2001

A mensagem do leitor está emoldurada. A resposta está fora da moldura.

 

Bom... primeiro gostaria de lhe dar os parabéns pelo tempo que tomou fazendo esse site... me admira um homem (que deve de ter muitos afazeres) ... ficar tanto tempo empenhado num assunto... eu sinceramente não o perderia!  

Antes de qualquer coisa, é, para mim, motivo de satisfação receber sua mensagem - evidência clara de que meu trabalho a comoveu. Quanto ao elogio acima, caso seja sincero, sinto-me lisonjeado. Se, por outro lado, houver algum tom de ironia por trás dele - é o que parece - convido-a a examinar minha HP sem preconceitos e verá que o que faço é legitimado pela própria Torre de Vigia em A Sentinela de 15/5/1964, p. 304:

Não é forma de perseguição religiosa alguém dizer e mostrar que a religião de outrem é falsa. Não é perseguição religiosa uma pessoa informada expor publicamente uma religião falsa, permitindo assim que outros vejam a diferença entre a falsa religião e a verdadeira.”

Tampouco considero perda de tempo um trabalho árduo que visa a expor a hipocrisia religiosa de uma instituição fundamentalista que controla com rédeas curtas a vida de 6 milhões de seres humanos. Por que deveria eu desconsiderar esta comunidade religiosa? Pelo seu reduzido contingente? Certamente os membros da comunidade Templo do Povo (Guiana Inglesa) constituíam um grupo minúsculo - cerca de 900 pessoas. Todavia, quando eles cometeram suicídio coletivo, em 1978, sob as ordens de seu líder Jim Jones, receberam a atenção do mundo inteiro. Da mesma forma, a organização islâmica terrorista Al Qaeda - liderada por Osama Bin Laden - não passava de um punhado de fanáticos desconhecidos até a data de 11 de Setembro. É claro, centenas ou milhares de mortes ocorrendo de forma simultânea e brutal não poderiam passar despercebidas. Mas, que dizer da matéria publicada no Jornal da Associação Americana de Medicina de 5/2/1997, vol. 277, no. 5, p. 425 - denunciando a "morte desnecessária de milhares de pessoas" em razão da doutrina do sangue? Essas mortes ocorreram ao longo de décadas de forma esparsa ao redor do mundo (para conhecer algumas das vítimas, visite: http://watchtower-blood.org/victims/index.shtml). Por essa razão, passaram sem ser notadas. Considera você que essas vidas eram menos importantes que as das 900 pessoas em Jonestown ou as 6000 vítimas do atentado em Nova York? Tanto Jim Jones como Bin Laden bem como o Corpo Governante das Testemunhas de Jeová disseram falar como porta-vozes de Deus (A Sentinela de 15/12/1964, pág. 749 ). Por assim agirem, conseguiram arrebanhar após si discípulos submissos à sua vontade e à espera de seu comando, com consequências trágicas. Assim sendo, respeito sua cômoda postura de cruzar os braços diante da ameaça que o fundamentalismo religioso representa para a sociedade humana. Provavelmente, você crê que nada pode fazer a respeito. Mas essa não é minha opção e espero contar com sua compreensão.

 

Já escrevi para o cid, e ele me respondeu.... mas pra ser sincera (novamente) eu nem me dei ao trabalho de ler a pesquisa dele.  

 Lamento profundamente sua atitude, mas a compreendo inteiramente. As pessoas que passam por desapontamentos religiosos costumam apresentar algum tipo de choque pós-traumático: uns entregam-se a um modo de vida desregrado, outros adquirem aversão a tudo que diz respeito a religião e outros procuram manter uma perspectiva cristã. Contudo, apenas uma minoria adquire real consciência da experiência que é submeter-se à 'camisa-de-força' do fundamentalismo religioso. Dentre esses, alguns sentiram-se motivados a fazer alguma coisa contra esse processo nefasto que ameaça o tecido sócio-familiar e viola direitos humanos. Meu amigo Cid está entre estes. Sugiro-lhe, pois, reconsiderar sua decisão e examinar o trabalho dele. Saiba que muitos sentiram-se ajudados, o que é corroborado pela farta correspondência que ele tem recebido.

 

Sou ex-TJ, isso já fazem quase 6 anos, tenho 24 anos..  

Eu estou afastado há mais de 12 anos e, na atualidade, tenho 38 anos.

 

Só não entendo uma coisa....vc diz que não pede sua desassociação por causa dos amigos, família etc....mas acho que isso não é motivo, concorda que a amizade deles é falsa? Sim porque, só são seus amigos enquanto vc estiver como TJ, eu não faço a menor questão, se quiserem falar comigo bem (como alguns fazem), se não quiser... paciência... azar o deles...  

Discordo. Não acho que meus amigos Testemunhas sejam falsos - eles apenas têm um senso de lealdade a Deus totalmente deturpado. Eles são levados a pensar que têm de escolher entre serem fiéis a Deus ou às ex-Tj´s e sinceramente acreditam nisso. Tal atitude faz parte da mentalidade tipo 'preto-e-branco' que lhes foi implantada em um insidioso processo de condicionamento mental por parte de uma organização fundamentalista. São vítimas. Eu não combato as vítimas, combato os algozes!

 

Eu acho engraçado vcs... o cid tbm... é todo traumatizado com isso, ele já não saiu? Não fez amigos fora? Pois então... cada um vive como quer... as TJ tem a chance de saber o que a religião delas ensina, e elas preferem continuar lá...eu comentei com o Cid isso, falei com minha mãe sobre esses sites, (ela é TJ a 35 anos)... relatei tudo que li pra ela...e ela concorda... sim... os anciãos erraram nas datas, sei lá eu o que mais fizeram. 

Cara leitora, tenha mais empatia. Sair da Organização não representa o fim dos traumas religiosos - as cicatrizes podem durar pelo resto da vida. Na verdade, sair representa apenas o primeiro passo para a recuperação. Requer rever todo um modo de vida, reexaminar valores, dar atenção a alvos e pessoas que tinham sido menosprezados em troca da escravidão a uma corporação poderosa e opressora. Envolve abandonar uma mente judicial e intolerante, cultivada como parte da noção de pertencer a um 'povo escolhido', superior a todos os demais. E me parece que compartilhar tais problemas com outros e tentar prover-lhes conforto emocional é um modo excelente de sanar as marcas. Quanto ao fato de algumas Testemunhas, mesmo sabendo de alguns fatos graves, decidirem permanecer por lá, sugiro-lhe ser mais benevolente com elas, afinal, o vínculo entre elas e a Torre de Vigia é de cunho emocional. Cada um tem seu tempo para despertar. O importante é que elas percebam que, caso decidam sair do jugo opressivo de Brooklyn, terão quem as acolha fraternalmente 'lá fora'.

 

Tbm acho que eles erram em muitas coisas... mas sinceramente, não estou aqui pra julgar ninguem, mas acho estranho a forma como vcs se empenham firmemente em viver em prol de difamar o corpo governante... desculpe a espressão. 

O dicionário define 'difamar' como 'divulgar fato ofensivo à reputação de alguém'. Desse modo, creio que seu pedido de desculpas é plenamente justificado, pois a expressão está pessimamente aplicada. Não difamamos, denunciamos! Não tome as dores de quem a discriminou. Se você pensa realmente assim, então os órgãos de defesa do cidadão, como o ministério público, são difamadores. Por favor, não inverta os valores - é a própria Torre de Vigia quem pratica a difamação. Quer exemplos? Vejamos:

"As igrejas Católica, Ortodoxa e, mais tarde, as Protestantes... tornaram-se parte de Babilônia, a Grande, o império mundial da religião falsa do diabo." - A Sentinela de1/12/1991, pág. 13

"Seja sabido, de uma vez por todas, que aqueles homens gananciosos, sem consciência e egoístas que se chamam Judeus, e que controlam a maior parte das finanças do mundo e os negócios do mundo, nunca serão dirigentes desta nova terra. Deus não correria o risco com tais homens egoístas em uma posição tão importante." - A Idade de Ouro de 23/2/1927, p. 343 (em inglês)

“Atualmente, os assim chamados ‘Protestantes’ e o clero Yiddish [judeu] cooperam abertamente e são controlados pelas mãos da Hierarquia Católica Romana, como simplórios palermas...” - Inimigos (1937), pág. 222 (em inglês)

Outro exemplo seria a edição de 1/7/1994 de A Sentinela, pp.11-13, a qual acusa indistintamente todos seus dissidentes de (1) Esperteza; (2) Inteligência arrogante; (3) Falta de amor e (4) Diversas formas de desonestidade. Concorda com tais acusações? Já experimentou saber dos rumores na congregação sobre você própria após sua desassociação? Não terá você mesma também sido vítima de difamação? Não se esqueça - não existe saída honrosa dessa religião. A organização trata de diabolizar todos os que se afastam, com o intuito de jogá-los no ostracismo e impedir que seus membros ouçam suas razões - tática típica dos regimes totalitários. Além disso, incentiva as Testemunhas a nutrir 'ódio bíblico' contra os dissidentes (A Sentinela de 1/10/1993, pág. 19). Considera isso como expressão de respeito aos direitos humanos?

 

Se elas (as TJ) querem ser enganadas, ou se mesmo sabendo dos erros do Corpo governante, se mesmo assim, querem servir a Jeova assim... sei lá... cada um com seu cada um... lá na frente... é Jeová quem vai decidir. 

Não creio que as Testemunhas queiram ser enganadas. Elas simplesmente relutam em crer que aquilo pelo qual se empenharam com tanta dedicação seja, na verdade, um engodo. Seu argumento se parece bastante com aquele usado pela Organização para incentivar a passividade de seus membros ante os absurdos cometidos pela Torre de Vigia. Lembra-se do 'esperar em Jeová'? Nesse respeito, menciono a frase que inicia um filme de Oliver Stone: "Pecar pelo silêncio, quando se deveria protestar, faz dos homens covardes".

 

Tôu lá eu preocupado pq as TJ não falam comigo???Problema delas...eu vou muito bem, obrigada. Colega...essa é minha opinião , não quero ofendê-lo ok? Té Mais... Bom dia  L.O. 

Eu me preocupo com as Testemunhas, pois sei pelo que passei. E se algumas não falam comigo - insisto - elas são, em sua maioria, vítimas. Culpados são os líderes da religião por aplicarem técnicas do Taliban ao rebanho. Culpados são aqueles que usurparam o lugar de Cristo e se colocaram como 'único canal de comunicação entre Deus e os homens'. Estes, sim, têm uma pesada dívida com Deus e a humanidade. O fundamentalismo religioso é uma praga social que eu não pararei de combater. Essa é minha opinião e também não quero ofendê-la...

Tenha um excelente dia e seja bem vinda à minha HP.

Odracir
 

 

 facebok

GRUPO INDICETJ EX-TJ

Participe também!

 


 

Confira os Mais de 800 Artigos CRÍTICOS Sobre as Testemunhas de Jeová!