1975 - Mamãe Prometeu Tanto, Mas Não Cumpriu

Vários bons artigos têm sido publicados relacionados com a questão do ano de 1975 e as Testemunhas de Jeová. Por exemplo, talvez o leitor queira considerar 1975 – Um Ladrão Com Hora Marcada? para uma ótima discussão do assunto. Neste artigo, porém, vamos abordar esta questão de um ponto de vista diferente. Uma pessoa que pesquise o assunto do ano de 1975 usando o CD e as publicações da Sociedade, vai se deparar com um número surpreendente de artigos onde aparece menção do ano de 1975, embora a maioria das Testemunhas não se dê conta disso. É verdade que são poucas as vezes onde o ano de 1975 aparece e a palavra Armagedom vem em seguida, mas na mente da Testemunha esta conexão era feita quase que automaticamente. Vários desses artigos chegam até a assustar quando lidos em sua inteireza. Você já se imaginou no lugar de uma Testemunha de Jeová vivendo nos anos pré-1975, no calor da antecipação? É desse ponto de vista que examinaremos o assunto. O que teria você pensado? Como teria reagido? Que decisões do dia-a-dia da vida teria tomado com base nas publicações lançadas? A associação 1975-Armagedom era feita, mas como? É este enfoque, leitor, que queremos dar ao artigo que você agora lê. Antes porém, precisamos entender por que o assunto de 1975 é importante e por que devemos revisitá-lo.

 

Isto é importante?

Especialmente se você for uma Testemunha de Jeová, sim. As Testemunhas de Jeová sempre foram interessadas, e botam grande ênfase, em cronologias. Se você não for uma Testemunha talvez fique surpreso se souber que uma das principais doutrinas delas é de que o primeiro estágio da segunda vinda de Cristo ocorreu em 1914, sendo esta uma data muito importante. Mesmo antes de 1914, já havia algumas datas com expectativas frustradas e após 1914 continuou a haver várias, das quais 1975 é apenas mais uma. 1975 foi pintado pela Sociedade como um ano "crítico", daí nosso interesse em revisitá-lo. Se fôssemos fazer uma consideração da frustrada expectativa para o ano de, por exemplo, 1918, ou 1925, o leitor que é Testemunha talvez diminuísse o valor da discussão uma vez que esses anos já estão enterrados na história, o interesse por eles diluído pela passagem do tempo. 1975, por outro lado, ainda está vivo na nossa mente. Outra razão por que isto é importante é que se conhece uma religião pelos antecedentes que ela têm; se ela não têm bons antecedentes, um escrutínio adicional é apenas apropriado. Agora considere como o processo de associação mental funciona, como foi explorada e o papel que desempenhou durante os anos pré-1975.

 

O Processo de Associação

Apenas a título de ilustração considere o seguinte cenário: Imagine que você seja pai ou mãe de um filho(a) em idade escolar e você faz uma promessa pra ele no início do ano, de que se ele passar na escola naquele ano letivo você vai levá-lo pra passar as férias de fim-de-ano nos parques temáticos da Flórida. Imagine também que durante aquele ano letivo você fale várias vezes pra ele coisas tais como, por exemplo, 'Olha filho, li uma notícia hoje no Suplemento de Turismo que os Estados Unidos estarão recebendo e instalando até o final do ano a última palavra em Montanha Russa' ou algo como 'de acordo com um expert em tempo e temperatura, o inverno Americano este ano será um dos melhores dos últimos 5 anos para a prática de turismo". O que você acha que o seu filho(a) pensaria ao ouvir isso? Que tipo de associação ele faria na mente ao ouvir declarações como esta? Ora, mesmo você não tendo sequer mencionado palavras tais como "férias", "promessa", "parques", e nem mesmo a palavra "Flórida", não acha que a associação seria inevitável? Não acha que a expectativa dele sem dúvida aumentaria? Certamente que sim! Agora considere o que foi publicado pela Sociedade durante os anos pré-1975. Vamos considerar apenas três pérolas, fenômenos da época: o tratado Boas Novas do Reino No. 16 Esgota-se o Tempo Para a Humanidade? (em Inglês Is Time Running Out for Mankind?) publicado em 1973, o fenômeno do livro Fome – 1975! (em Inglês Famine – 1975!), e as declarações de um ex- Secretário de Estado americano Dean Acheson. Enquanto lê, imagine-se vivendo lá na época. Vejamos.


 

Tratado Esgota-se o Tempo Para a Humanidade?

Se você é uma Testemunha, sabe que os tratados Boas Novas do Reino são para ser distribuídos através de uma campanha especial, e com este não foi diferente. Lançado em 1973, este tratado é uma verdadeira proclamação do caos. Ele pinta um quadro de catástrofes, anarquias e desassossego por mais da metade do seu texto – na outra metade ele pinta o Paraíso, é claro! Uma pessoa que hoje viva num lugar de relativa prosperidade e conforto, mas que era uma criança naquela época, teria dificuldades de imaginar quão caótico e anárquico o mundo era no começo dos anos 70 se a situação pintada pela Sociedade fosse real. Veja alguns pontos.

Já no primeiro subtítulo, lemos:

Fome em Massa Atinge Milhões
"… já é tarde demais para evitar fomes que vão matar milhões, possivelmente antes de 1975. Meio bilhão de pessoas já estão morrendo de fome e um bilhão de outros estão mal nutridos" – Biologista P. Ehrlich. (grifo acrescentado)

O Crime Se Espalha, Se Torna Mais Violento
Há enorme e sobrepujante evidência de que presenciamos uma escalada do crime.

Doenças e Poluição – Crescentes Ameaças à Sua Vida
Poluição do ar aproxima-se de níveis alarmantes cidade após cidade. Doenças do coração causam mais da metade das mortes nos Estados Unidos. Câncer, doenças mentais e venéreas - todas têm atingido proporções epidêmicas.

Como Sabemos Que o Tempo se Esgota
O que tudo isso significa? Que 1914 foi o começo do que a Bíblia chama de "os últimos dias". Como registrado em Mateus 24:34, Jesus respondeu: "Em verdade eu vos digo que esta geração de modo algum passará até que todas essas coisas ocorram." Esta geração que viu o começo dos "sinais" em 1914 está agora avançada em anos. O tempo está obviamente se esgotando! (ênfase é do texto original)

Você Pode se Considerar Feliz de Que Resta Tão Pouco Tempo
Soa isto entranho? Ainda assim as novas de que Deus vai em breve destruir este mundo corrupto deve fazer com que pessoas de coração sincero em toda parte jubile.

Como você leu, já de saída chama-se a atenção para o ano de 1975 de forma bem explícita. O Armagedom não é mencionado, mas indiretamente, como mostramos acima, o efeito é alcançado na mente da Testemunha ou de qualquer pessoa que esteja familiarizada com o que se espera para aquele ano.

Você se lembra ter ouvido qualquer coisa que se assemelhe ao caos e anarquia que a Sociedade apresenta como estando acontecendo na época? Será que você não ouvia rádio, ou via TV, ou lia jornais o suficiente? Por problemas de espaço aqui, não vamos publicar todo o texto do tratado mas você ficaria impressionado com outras afirmações na mesma linha das apresentadas acima, o que faria com que qualquer ser humano normal vivesse em pânico e pavor fosse realista o quadro apresentado. Naturalmente, problemas de poluição e crime existiam em 1973, como existem hoje, em muitos lugares. O tratado porém fala disso como acontecendo "numa cidade após a outra". Na verdade, atualmente em muitos lugares do mundo, se têm melhor qualidade de ar e água, e menos crimes, do que se tinha lá em 1973. Mas o objetivo da Sociedade foi atingido: Trouxe um pouco mais de estímulo para a expectativa do "crítico" ano de 1975 na mente dos irmãos e ainda fez uma série de novos conversos. (Os trechos citados neste artigo, do texto original do CD versão 1995 em Inglês, encontra-se no final do artigo, nota 1. Em Português, procure o CD ou a biblioteca do Salão do Reino). Agora considere um outro fenômeno pré-1975 que fica evidente pra uma pessoa que faça uma pesquisa sobre o assunto usando o mecanismo de busca do software do próprio CD de publicações da Sociedade: Fome – 1975!


 

O Efeito Fome – 1975!

 

Quando a Sociedade deu início à especulação sobre 1975, qualquer pessoa, qualquer livro, artigo de jornal, revista, qualquer estadista que dissesse qualquer coisa sobre 1975, era citado, e as vezes repetidamente, nos artigos e livros da Sociedade. Foi exatamente isso que aconteceu com o livro Fome – 1975! (título original em Inglês Famine – 1975!). Este livro foi lançado em 1967 por dois autores "experts" no campo de alimentação: os irmãos William e Paul Paddock. Não se sabe quão "expert" esses dois autores eram ou quão mal-representados eles foram pela Sociedade. O que se sabe é que eles foram citados repetidamente nas publicações da Torre, desde 1967 até 1975. Ao todo este livro foi citado, só na Sentinela e Despertai!, em nossa conta, 13 vezes. Aqui está a declaração freqüentemente citada de Fome – 1975!:

 

"Antes de 1975 a falta de ordem civil, anarquia, ditaduras militares, inflação galopante, quebra dos serviços de transporte e caótico desassossego serão a ordem do dia em muitas das nações famintas – tudo porque estar faminto evoluirá para passar fome e passar fome evoluirá para fome generalizada. Uma fome que vai acontecer não importa o que se faça". (tradução não-oficial, veja nota 2 para o original)

Lembre-se porém que outros autores e "autoridades" no assunto também foram citados, como é o exemplo do Biologista citado no tratado acima, formando um verdadeiro coro involuntário em defesa das teorias da Sociedade. Eis aqui uma lista das publicações que citam Fome – 1975!:

g=Despertai!, w=A Sentinela (os artigos em Português têm datas de publicação diferentes)

Agora, novamente, coloque-se no lugar dum irmão lendo um artigo que não necessariamente diz que o Armagedom virá em 1975, mas que diz algo como "segundo os experts em alimentação William e Paul Paddock no livro Famine – 1975!…", justamente no contexto de uma consideração relacionada com os "últimos dias", o que você pensaria? Não acha que isso é uma poderosa arma nas mãos de um escritor habilidoso, no sentido de manter acesa a expectativa? Certamente! Agora considere o fenômeno Dean Acheson.


 

O ex-Secretário de Estado Dean Acheson

Como explicado acima, qualquer pessoa eminente que involuntariamente dissesse qualquer coisa que pudesse ser usado em apoio às crenças da Sociedade era citado nos livros e revistas dela. Uma dessas pessoas foi o ex-Secretário de Estado americano Dean Acheson que em 1960 disse o seguinte:

"[os nossos dias] são um período de inigualável instabilidade, inigualável violência e mudanças revolucionárias. ... Eu sei o suficiente do que está acontecendo para lhe garantir que, daqui a 15 anos, este mundo será perigoso demais para se viver nele".

Uma das coisas que têm de ser notado aqui é que têm-se a impressão de que é simples demais alguém que não mais ocupa uma posição oficial declarar coisas tais como esta. Teria ele dito tal coisa com tamanha segurança enquanto ainda era Secretário de Estado? Se o teria, por que não o fez? Teria sido ele mal-representado - ou mal-interpretado - pela Sociedade? A Sociedade não diz em que contexto ele disse isso ou em que publicação dele essa declaração se encontra. Foi esta declaração feita numa conversa casual? Não se sabe. Mesmo assim esta declaração foi usada em algumas publicações, não muitas é verdade, mas o suficiente para se obter o efeito desejado como você verá. Veja a lista:

Embora a lista acima não seja longa, é interessante notar dois pontos:

1) na versão de 1981 do livro "Verdade" a expressão "daqui a 15 anos" foi simplesmente substituída por "em breve", numa clara demonstração de que a Sociedade tinha consciência do que esta expressão implicava. Esta substituição porém é feita sem que o leitor seja avisado dela.

2) Esta expressão encontra-se num livro-base de estudo para iniciantes. Este é o ponto mais importante nessa discussão porque você pode apenas imaginar quantas pessoas leram aquelas frases e quantas vezes. Este livro foi usado portanto durante 7 anos (68- 75) com uma declaração cujo objetivo era induzir a Testemunha e o estudante à conclusão que a Sociedade desejava, embora de maneira não explícita, mas subliminar. Toda vez que se lia aquele parágrafo – e você pode apenas imaginar quantas vezes isso foi feito - essa associação era feita na mente da pessoa.

 


Dean Acheson faz o juramento de posse como Secretário de Estado


 

Só Arranhamos a Superfície

Naturalmente o que acabamos de considerar não é uma exaustão do assunto, pois uma extensa consideração dele talvez exigisse um inteiro livro. Por exemplo, não consideramos o artigo da Despertai! de 8 de Novembro de 1974 de título Is This the Time to Have Children? (Inglês. Em Português algo como É Esta a Época de Ter Filhos?) Este artigo não considera se é sábio ou não ter filhos, mas se aquela era a época de tê-los. O que teria você pensado? Que associação teria feito? Você ficará surpreso de saber o que aquele artigo dizia. Nos faz lembrar do hipotético casal John e Eunice...

Pois bem, mesmo tendo considerado a evidência acima, algumas Testemunhas talvez ainda digam o seguinte: "Mas espera um pouco, segundo a Sociedade, 1975 marcaria o completar de 6000 anos de existência humana". De fato, na maioria das vezes que a Sociedade falou explicitamente de 1975 foi em conexão com os 6000 anos. Mas o que aconteceu afinal de contas com esta "momentosa" data na história humana? É isto o que consideramos a seguir.


 

O Que Aconteceu Com os 6000 Anos?

Já reparou como o assunto dos 6000 anos de existência humana na Terra foi simplesmente sepultado depois de 1975? Isto é importante considerar porque segundo a própria Sociedade, Brooklyn empreendeu uma "pesquisa" independente, que os levaram a declarar 1975 como o ano quando a humanidade completaria o sexto milênio de existência. Ora, naturalmente, nós imaginamos que as conclusões dessa pesquisa foram o resultado de um grande esforço envolvendo tempo e recursos. Você pode apenas imaginar a quantidade de livros antigos e recentes que foram lidos; fragmentos de documentos e objetos antigos que foram examinados; você pode apenas imaginar o número de visitas feitas a museus e bibliotecas nos Estados Unidos e Europa, etc. Se o objetivo da Sociedade não era provar em que ano viria o Armagedom, mas apenas determinar em que ano a humanidade completaria 6000 anos, seria de se esperar que a identificação desse ano fosse algo de enorme valor para a humanidade, ou pelo menos para as Testemunhas de Jeová. Bem, se você é uma Testemunha de Jeová, concordará que esta informação não têm hoje a menor importância, nem para as próprias Testemunhas. Isto têm tão pouca importância que a própria Sociedade Torre de Vigia simplesmente fez questão de esquecer esse assunto depois de 1975. Por que? Porque ela têm plena consciência do fator que expusemos acima: a capacidade que a mente têm de recordar e associar. Por exemplo, pode você imaginar a Sociedade lançando um artigo de estudo na revista A Sentinela com o tema 6000 anos – Um Importante e Momentoso Marco na História da Humanidade? Óbvio que ela não faria isso, não é mesmo? O que a Sociedade deseja é que você e eu esqueçamos completamente tudo isso. Isso é passado. E quanto mais no passado isso ficar, melhor. Nos arriscaríamos dizer que se a Sociedade lançasse um artigo com o tema acima, milhares de pessoas deixaria a Organização no mês seguinte, simplesmente porque isso traria à tona uma série de memórias que a pessoa fez questão de botar no fundo da mente e têm tentado esquecer de lá pra cá. Some isso ao maior poder de acesso à informação que as pessoas têm hoje e o estrago estaria feito.

A Sociedade têm em Brooklyn um grande departamento de redação, com homens que pela experiência, sabem não somente como usar um pedaço de informação para, num conjunto de artigos, pintar qualquer quadro que desejam, mas também sabem como induzir você às conclusões que eles desejam que você tire. Quando o mundo atravessa uma fase de sossego e prosperidade eles alertam contra o materialismo; quando o mundo passa por uma fase de recessão econômica e/ou desassossego, usam isso pra provar suas teorias apocalípticas. E assim as décadas passam, a vida das pessoas é afetada pelo que eles publicam, elas não percebem, achando que são mesmo o resultado de se viver neste "iníquo sistema de coisas". Eles não aprendem a lição de que não adianta fabricar as condições para que o Armagedom venha antes da hora. Não é necessário muito pra esse pessoal da Redação, lá em Brooklyn, fazer as pessoas tirarem as conclusões que eles desejam; a ansiedade e a expectativa fomentada por eles nas pessoas mais a maneira como a mente humana funciona lhes dão grande ajuda.

Enfim, lembre-se que mamãe prometeu muito, mas não importa o quanto ela tenha prometido ou vai prometer, ela simplesmente não sabe quando o nosso Pai nos céus vai fazer cumprir. Pense nisso! (veja Mat. 24:42-44)


 

Notas

[1] Tratado Boas Novas do Reino Is Time Running Out for Mankind?
Massive Famine Hitting Millions
Earth's "population explosion" means that every day there are 200,000 more mouths to feed— 75,000,000 more each year.
"It is already too late to avoid famines that will kill millions, possibly by 1975. . . . Already half a billion people are slowly starving, another billion are malnourished."—Biologist P. Ehrlich.
Even where there is not yet actual famine, soaring prices make it ever harder to feed one's family.
Crime Spreads, Becomes More Violent
United Nations Secretary-General Waldheim says of the world crime situation: "Despite material progress, human life has never had a greater sense of insecurity than it is experiencing today. . . . There is widespread and mounting evidence of a crime crisis." How safe do you and your family feel—at home, on the streets, in school?
Sickness and Pollution—Growing Threats to Your Life
Air pollution nears the crisis level in city after city. Earth's waters—oceans, lakes and rivers—are becoming increasingly contaminated. Heart disease causes more than half the deaths each year in the United States. Cancer, mental illness, venereal diseases—all have reached epidemic proportions. Malaria, trachoma and snail fever now afflict 800,000,000 persons.
Why We Know That Time Is Running Out
The last days of what? Not of the earth, nor of the human race. But the last days of the present world system that is ruining the earth. When will this time period end and the foretold destruction come? As recorded at Matthew 24:34, Jesus answered: "Truly I say to you that this generation will by no means pass away until all these things occur." The generation seeing the start of "the sign" in 1914 is now far along in years. Time is obviously running out!

[2] Texto original do livro Famine – 1975!:
"By 1975 civil disorder, anarchy, military dictatorships, runaway inflation, transportation breakdowns and chaotic unrest will be the order of the day in many of the hungry nations—all because hunger will turn inexorably into starvation and starvation will become widespread famine."
"A famine that will happen no matter what anyone does."

[3] Clique aqui para uma consideração da história das Testemunhas de Jeová incluindo o casal John e Eunice do livro Children, sob o ano 1941.

[4] Clique aqui para ver um 'scan' da pagina 88 do livro A Verdade Que Conduz à Vida Eterna (em Inglês). A versão de 1981 desse livro foi, naturalmente, modificada. A versão alterada é a que se acha no CD-ROM da Sociedade.