facebok

GRUPO INDICETJ EX-TJ

Participe também!

 

 

 

Carta de dissociação

Osmanito Torres de Brito

 

"Em um tribunal, ao julgar uma causa, o juiz leva em conta não apenas a versão do acusado e a sua defesa; se agisse assim certamente nenhum réu seria declarado culpado; no entanto, ouve-se também a versão dos acusadores, suas provas e todas as suas argumentações a fim de estabelecer um quadro bem abrangente da situação. É somente depois de verificar todas as partes em conflito, que os jurados chegam a uma decisão e o juiz pode então submeter o réu a uma condenação ou a um livramento."

 

OsmanitoTorresdeBrito

 

 

 

 

 

 

 

Araguaina 18 de Maio de 2013

AO CORPO DE ANCIÃOS DA CONGREGAÇÃO MARACANÃ

ARAGUAINA-TO

CARTA DE DISSOCIAÇÃO DE OSMANITO TORRES DE BRITO

Prezados...

Por meio desta, desejo explicar o motivo de meu afastamento da organização Torre de Vigia de Bíblias e Tratados, e do meu desagrado quanto à liderança, deixando assim de ser um de seus apoiadores. Não quero dizer com isso que estou abandonando a Jeová Deus e o seu filho Rei Cristo Jesus, até mesmo porque, não creio que Deus exija de alguém a associação a uma organização humana para conseguir a sua aprovação, uma vez que a sua palavra diz que “em cada nação, o homem que o teme lhe é aceitável”. Muito pelo contrário, a minha firme determinação tem como objetivo seguir fielmente os mandamentos divinos conforme especificados nas Escrituras, mesmo que tenha de pagar um alto preço por isso. Reafirmo o meu imenso amor pela Palavra de Deus, e também, pelos queridos irmãos em várias congregações que me conhecem, e que podem dar excelente testemunho a respeito de mim, pessoas pelas quais tenho profundo amor e respeito.

A minha vontade expressa de sair desta Organização, vem após uma pesquisa extensa que fiz, sobre seu passado, seus ensinos e a análise de suas regras organizacionais à luz da Bíblia. Vocês devem concordar que um cidadão inteligente, ao escolher um governante para comandar sua cidade, estado ou país através do voto popular, procura estar bem informado sobre seu candidato. É assim porque este governante eleito e seu exercício político irão afetar profundamente sua vida e a de sua família em diversos aspectos. Uma escolha errada pode trazer muitos anos de dificuldades. Geralmente, um líder precisa possuir qualidades desejáveis e ter seu caráter acima de qualquer suspeita. Um bom governante precisa ter experiência comprovada, conhecimento administrativo e político; mas acima de tudo, ele precisa ter um passado limpo, sem manchas, livre de qualquer acusação sendo um exemplo de honestidade e franqueza no falar.

Concordam vocês, que assim como se analisa a pessoa e o seu passado a fim de tomar uma decisão secular, é igualmente sábio e inescusável fazer o mesmo ao escolher uma denominação ou organização religiosa onde se pretende servir a Deus? Não concordam que esta análise deve estar livre de preconceitos e parcialidades? Os discípulos de Jesus não o seguiram apenas por achar ser ele o Messias, ou porque o próprio o afirmava; eles o seguiram porque viram com seus próprios olhos, e ouviram com seus próprios ouvidos, as provas incontestáveis que o credenciavam como o Cristo. Saulo de Tarso, que considerava os seguidores de Cristo hereges passíveis de morte, veio a crer e seguir a Cristo, porque teve um testemunho vívido da sua glória. Da mesma forma, creio que antes de nos envolvermos com uma organização religiosa e abraçar uma causa, é preciso analisar com muito cuidado suas origens, ensinos e propósitos, afinal é nossa vida que está em jogo.

Jesus jamais ocultou o passado de sua igreja primitiva, pois nunca houve nada nela que o deixasse  envergonhado. Não há nenhum registro sobre as atividades de Jesus, dos apóstolos ou parcela de suas palavras ou ensinos que precisamos hoje negar ou evitar comentar; pois nada há que mereça correções ou exclusões. A própria palavra de Deus jamais precisou passar por uma revisão, atualização ou reescrita a fim de adaptar-se a novos entendimentos, pois a mesma foi dirigida por espírito e não é dúbia ou variável. Em um tribunal, ao julgar uma causa, o juiz leva em conta não apenas a versão do acusado e a sua defesa; se agisse assim certamente nenhum réu seria declarado culpado; no entanto, ouve-se também a versão dos acusadores, suas provas e todas as suas argumentações a fim de estabelecer um quadro bem abrangente da situação. É somente depois de verificar todas as partes em conflito, que os jurados chegam a uma decisão e o juiz pode então submeter o réu a uma condenação ou a um livramento.

O que dizer da sociedade Torre de Vigia, a liderança das Testemunhas de Jeová? Tem este governante mundial de almas humanas uma ficha limpa perante Deus e a humanidade? A sociedade esquiva-se do seu passado. Os que procuram analisar sua história recorrendo a fontes antigas, registros históricos, matérias de terceiros e informações providas por ex-membros, são duramente disciplinados. Fez o apóstolo Paulo algo similar com respeito aos Bereanos? Para um julgamento imparcial é preciso ouvir todas as provas, quer de um lado quer de outro; porém, a Sociedade proscreveu suas próprias publicações e nos diz para não pesquisar, ouvir, ou dar crédito aos seus acusadores. As demais denominações cristãs são encaradas como instrumento de Satanás, e os ex-membros dentre as Testemunhas de Jeová que questionam a versão apresentada da história de sua organização e as supostas credencias divinas para governá-los, são geralmente taxados de apóstatas. São excluídos para ficarem incomunicáveis. Um membro dentre nós que der ouvidos a ‘apóstatas’ ou dissidentes e começar a pesquisar sobre as dúvidas que estes levantam pode receber forte repreensão e, os que não aceitarem definitivamente a maneira de ‘pensar’ da sociedade, não podem mais ser aceitos como associados e, estão sujeitos à exclusão definitiva. Ensina-se que tais, continuando nesta revolta, colocam-se em numa posição perigosa, tendo sua relação com Deus, totalmente comprometida.

A Sociedade Torre de Vigia publicou uma obra intitulada ‘Testemunhas de Jeová – Proclamadores do Reino de Deus’, afirmando ter feito uma compilação de argumentos fidedignos e cândidos a respeito da sua história e de seus fundadores; no entanto, grande parte dos argumentos apresentados neste livro, são fracas tentativas de invalidar as acusações sobre ela lançadas pelas demais religiões e por ex-membros dissidentes. O livro, cobre a Organização e sua história com uma ‘aura de santidade’; e isto não corresponde à realidade. Os membros das Testemunhas são exortados a confiar em sua liderança cegamente, e não buscar ‘lá fora’ as respostas às suas dúvidas. São incentivadas a demonstrar uma atitude de parcialidade na realização de seu próprio julgamento.

Os seguidores da organização da época moderna conhecem dela apenas o que estudam em suas publicações. São exortadas a esquecer do passado e olhar para o futuro, deixando que a organização, orientada pelo espírito, os guie rumo ao novo mundo paradisíaco. Quando vemos publicações antigas e notamos a quantidade de erros e modificações nas doutrinas, dizem-nos que todas estas alterações correspondem ao aumento da luz no entendimento dos assuntos bíblicos. Muitos se gabam de que esta religião é a única que ‘tem coragem’ de rever os seus ensinos sempre que notam estar errados. Porém, eu fui ensinado a crer que a organização é dirigida pelo Espírito Santo de Jeová; sendo assim, como pode o Espírito de Deus estar dirigindo uma organização que comete tantos erros e deslizes doutrinais? Muitos deles, flagrantes erros humanos, frutos de legalismo autoritário que causaram mortes desnecessárias?

Um dos muitos exemplos de que a Sociedade esconde detalhes importantes do seu passado, está no livro ‘Proclamadores’ na página 425, a qual faz referência ao discurso ‘Milhões que agora vivem jamais morrerão!’, base de uma campanha mundial de pregação com vistas ao fim em 1925. O texto cita a extensa campanha realizada e o livro com o título do discurso, distribuído em toda a terra. No entanto, a Sociedade não faz menção ao verdadeiro conteúdo da mensagem desta campanha nem das consequências da doutrina inculcada na época; na verdade, o livro ‘Milhões que agora vivem jamais morrerão!’ pregava a seguinte profecia:

 

Simplesmente calculando estes júbilos, chegamos ao seguinte fato importante: Setenta júbilos de cinqüenta anos cada um dará o total de 3.500 anos. Este período de tempo, principiando 1.575 anos antes da era Cristã, naturalmente terminará no outono do ano 1925, data esta, na qual termina o tipo, o grande protótipo se iniciará. Qual então será o acontecimento que devemos esperar? Pelo tipo, deve haver completa restauração, portanto grande protótipo marcará o principio da restauração de todas as coisas. A coisa principal a ser restituída é vida à raça humana; desde que outras escrituras definitivamente estabelecem fato, de que Abrahão, Isaac e Jacob ressuscitarão e outros fiéis antigos, e que estes seriam os primeiros favorecidos. Podemos esperar em 1925 a volta desses homens fieis de Israel, ressurgindo da morte e completamente restituído à perfeição humana, os quais serão visíveis e reais representantes da nova ordem das cousas na terra.

Pág. 110-111 – Sem dúvida, uma Falsa profecia. Pág.: 3

Assim, dentre outras coisas, notei que a Sociedade ocultava uma informação muito importante aos fiéis modernos, a fim de mantê-la acima de qualquer suspeita. Muitos discursos apresentados em todo o mundo naquela época procuravam convencer as pessoas do fim do mundo, restauração da plena paz e ressurreição dos mortos até 1925. Mensagem similar havia sido pregada em toda a terra por volta de 1914, com a profecia de Russel do fim do mundo neste ano. Russel preveu que até 1914 o mundo entraria em colapso, e a paz e o paraíso seriam restaurados com os santos sendo arrebatados para o céu; porém, a guerra e o caos se instalaram contrariando sua profecia.

Ressurreição dos mortos em breve – Milhões que agora vivem, jamais morrerão. (Juiz Rutheford) “Eu quero que a declaração “Milhões Que Agora Vivem Jamais Morrerão” seja entendida literalmente como ela é, à luz das profecias cumpridas recentemente, uma proposição bíblica comprovável.” – J. F. Rutherford

Quando citamos as especulações não confirmadas da Sociedade Torre de Vigia, sobre as datas em que se aguardava o fim, geralmente se nos responde que foram as ‘Testemunhas de Jeová’ que por estarem ansiosas do fim, criaram e sustentaram muitas expectativas irrealistas. No entanto, não foram as Testemunhas como pessoas que se enganaram; na verdade elas é que foram enganadas por acreditar em uma profecia divulgada maciçamente pela organização. Algumas frases correntes da época eram:

“Então, baseados nas promessas encontradas nas palavras Divinas, chegamos á positiva e indiscutível conclusão de que, milhões que agora vivem jamais morrerão.” – Folheto Milhões Que Agora Vivem Jamais Morrerão, pág. 122

“Nosso pensamento é que 1925 está estabelecido definitivamente nas Escrituras. Quanto a Noé, os cristãos agora têm muito mais sobre o que basear sua fé do que Noé tinha sobre o que basear a dele na vinda do dilúvio." – Revista A Torre de Vigia de 1º de abril de 1923, pág. 106 (em inglês)

Esta cronologia não é de homem algum, mas de Deus... o acréscimo de mais provas a remove inteiramente do campo da possibilidade e coloca dentro do da certeza comprovada... a cronologia da verdade atual... não [é] de origem humana” – Revista A Torre de Vigia de 15 de julho de 1922, pág. 217 (em inglês)

"A data 1925 é ainda mais distintamente indicada pelas Escrituras, porque é fixada pela lei que Deus deu a Israel. Em vista da atual situação na Europa, alguém poderia se perguntar como é possível conter a explosão por muito mais tempo; e que mesmo antes de 1925 a grande crise chegará ao auge e provavelmente terá passado." – Revista A Torre de Vigia de 1º de setembro de 1922, pág. 262 (em inglês) Pág.: 4

Ao estudar sobre isso, eu me perguntei como Rutheford, que sucedera Russel e afirmava ser o representante de Cristo na terra, pudesse divulgar essa falsa profecia como sendo a Palavra de Jeová, causando tanta decepção e tristeza... Isso me fez lembrar uma regra divina para a identificação de um falso profeta:

“Quando o tal profeta falar em nome de JEOVÁ, e tal palavra se não cumprir, nem suceder assim, esta é a palavra que JEOVÁ não falou; com soberba a falou o tal profeta; não tenhas temor dele. [Deut. 18:22]”

Ao ser questionada, a Sociedade afirma que tal ensino era apenas uma ‘probabilidade’, que na época apenas ‘achavam’ que poderia ser o entendimento correto; mas não concordam vocês que, achar é uma coisa e ‘ensinar’, divulgar em toda a terra e ‘inculcar’, é outra bem diferente? Na época, muitos abandonaram a organização decepcionados por terem sido enganados por uma falsa profecia. Novamente, a Sociedade tenta se explicar dizendo que tal situação se desenvolveu pela vontade de Deus para que o seu povo fosse ‘peneirado’. Esta afirmação é iníqua e diabólica, pois Deus jamais enviou um profeta mentiroso ao seu povo a fim de prová-los por meio de mentiras e engano; Deus não é Deus de mentiras, aliás, ele odeia a mentira e todos os mentirosos, sendo o diabo o pai e tutor destes. Devido ao não cumprimento da profecia de Rutheford, as Testemunhas passaram a serem alvos de chacotas e até mesmo de turbas violentas. O anuário de 1981 pg. 62, diz:

Pior ainda, a fé de alguns dos próprios irmãos estava abalada. Alguns esperavam ir para o céu naquele ano. Isto ocasionou peneiramentos nas congregações, especialmente na Alsácia. A irmã Anna Zimmermann escreve: “Esperanças injustificadas causaram grandes provações. Muitos desistiram.”

A Sociedade diz que estas perseguições e ‘peneiramentos’ identificavam aqueles estudantes da Bíblia como os verdadeiros seguidores de Cristo. No entanto, o contrário é o que de fato prevalece, pois jamais os servos de Deus foram perseguidos por espalhar mentiras ou falsas profecias em nome de Jeová. Para tentar explicar a alguns que levantam questões sobre esta época tempestuosa da organização, a Sociedade tenta caiar o evento com palavras enganosas:

Os seguidores ungidos de Cristo já fazem o convite desde 1918. Naquele ano, o discurso público “Milhões que agora vivem talvez jamais morram” apresentou a esperança de que muitos ganharão a vida eterna numa Terra paradísica depois da batalha do Armagedom. A Sentinela de 15 de fevereiro de 2010, págs. 15, 16.

Porém, a explicação é mentirosa, pois não era esta a esperança que se apresentava aos fiéis nos anos anteriores a 1925 como já vimos. Nesta Sentinela citada acima, a Sociedade inseriu a palavra ‘TALVEZ’ antes de ‘JAMAIS e mudou a conjugação do verbo morrer, a fim de maquiar o seu verdadeiro significado. É sabido que Rutheford, mesmo renegando sua falsa profecia, e vendo 1925 descartado como cronologia válida, permaneceu esperando a ressurreição dos fiéis do passado na mansão de Beth Sarim, luxuosa residência que havia construído para receber os patriarcas ressuscitados. Rutheford usou-a como sua casa particular e aguardou a ressurreição dos patriarcas até a sua morte em 1942 aos 72 anos. O cumprimento de sua profecia da ‘restauração’ levou o golpe de misericórdia quando irrompeu a 2ª Grande Guerra mundial na década de 1930.

Os pioneiros e pregadores de tempo integral de hoje nada sabem, mas o Presidente Rutheford jamais pregou de casa em casa. Em plena recessão americana, numa época de pobreza e privação, gozava a vida na mansão dos príncipes com todo o conforto de um rei. Para seu uso, disponha de dois Cadillacs de 16 cilindros, um dos mais dispendiosos veículos da época. Não faltavam recursos para que ele viajasse de avião para qualquer parte do planeta. Enquanto isso, milhares de trabalhadores de tempo integral, marchavam de casa em casa vendendo livros e revistas cheios de suas doutrinas e heresias; muitos deles sendo perseguidos, difamados, espancados e presos devido às falsas profecias que pregavam.

Beth Sarin existe hoje, apenas como prova de que outra falsa profecia foi proferida em nome de Jeová, causando grande desapontamento e revolta. Esta mansão foi vendida pela Organização Torre de Vigia, mas os que puderem visitá-la em San Diego na Califórnia ainda verão a inscrição ao lado da maçaneta: “Casa dos Príncipes”.

A Revista A Sentinela e a Despertai!, sempre foram encaradas como autoridade similar à da Bíblia sagrada. A Sentinela, afirma ser o único canal de informação espiritual confiável. Sua leitura é incentivada do púlpito e suas matérias são encaradas como autoridade final. Por muitos anos eu também a encarava assim; no entanto, as páginas de A Sentinela e Despertai!, têm sido usadas desde o seu primeiro número para ensinar doutrinas e absurdos inaceitáveis. Nas páginas de A Sentinela e Despertai! já se publicou o inimaginável. Podem elas ser instrumentos divinos? Vejam algumas citações abaixo:

"Nós fornecemos abaixo uma cura simples para os sintomas de apendicite. A dor na região do apêndice é causada pela mordida de vermes próximo da junção do cólon transverso com o intestino delgado, do lado inferior direito do abdômen. Este remédio é também recomendado para febre tifóide, a qual também é uma doença causada por vermes. A medicação é a dose 'Santonina', 3 grãos, uma hora antes do desjejum; repetidas por quatro manhãs, até que os sintomas desapareçam. Daí, uma dose por mês durante três meses para erradicar todos os germes. Esta receita é de INCALCULÁVEL VALOR. Não só evitará despesas, talvez de 200 dólares, com cirurgia e internação, como evitará semanas de mal-estar, inconveniência, convalescença e perda de salário." - Torre de Vigia de Sião de 15/1/1912, pág. 26 (em inglês)

"Alguns sentem um forte desejo de adorar a Deus, outros sentem pouco desejo e outros não sentem desejo algum. Esta diferença se deve ao formato do crânio." [FRENOLOGIA] - Reimpressão de Watchtower de 15/3/1913, pág. 5201 (em inglês)

"A irmã Smith de Nebraska recentemente descobriu uma espécie de feijão, os quais ela declara ter produzido tanto que ela os chama 'Feijões do Milênio'." - Torre de Vigia de Sião de 15/1/1912, pág. 26 (em inglês). Obs.: Russel vendia um trigo cujo preço nada tinha de milagroso.

"... O uso de chupetas por bebês é uma das principais causas de amídalas enfermas e aumentadas e adenóides crescidas, como resultado da sucção." - A Idade de Ouro de 26/11/1919, pág. 153 (em inglês)

"O tamanho do nariz, e também o tamanho dos olhos, não são sem significado. Um homem de nariz pequeno não pode ter uma mente judicial, não importa que outras virtudes tenha. E um homem de nariz arrebitado não pode administrar justiça mais do que um buldogue pode ser pastor." - A Idade de Ouro de 19/1/1921, pág. 224 (em inglês)

"Jesus era um homem perfeito e, falando em linguagem científica, tinha uma abundância de elétrons... Assim, a mulher que padecia de um problema sanguíneo estava em sintonia com Jesus - ela tinha fé - e quando tocou a aba de sua veste, elétrons saíram dele e ela foi curada." [DEFESA DA REVISTA PARA A VENDA DO RÁDIO BIOLA] - A Idade de Ouro de 20/12/1922, pág. 177 (em inglês)

"... a mosca foi originalmente criada pelo demônio... Os odores que são altamente desagradáveis ao homem... são agradáveis para a mosca... Provavelmente o Senhor produziu alguns dos insetos úteis. Não há dúvida de que o demônio criou alguns dos outros. O Senhor é o melhor arquiteto." - A Idade de Ouro de 19/12/1923, pág. 163 (em inglês)

"...A Biola Eletrônica de Rádio, a qual significa vida renovada por ondas de rádio ou elétrons. A Biola automaticamente diagnostica e trata doenças pelo uso de vibrações eletrônicas." - A Idade de Ouro de 22/4/1925, pág. 454 (em inglês)

   

Obs.: O Rádio Biola Eletrônico, era uma máquina anunciada e vendida através de anúncios na Revista Despertai! (idade de ouro). Custavam 35 dólares, uma fortuna para a época. Este aparelho segundo descrito podia tratar qualquer doença, pois emitia ondas eletrônicas que ‘regulavam’ o organismo dos doentes. [CHARLATANISMO]

"Deus [poderá em breve fazer] um cometa [ser] capturado pela terra... trazendo uma mudança radical no clima... transformando a superfície de nosso planeta em um paraíso." - A Idade de Ouro de 16/6/1926, pág. 583 (em inglês)

"A pasteurização do leite e de outros alimentos é responsável por quase todos os males físicos da humanidade hoje." - A Idade de Ouro de 30/6/1926, pág. 623 (em inglês)

"Se um médico mais fervoroso condenar suas amídalas, vá e se mate com uma faca de mesa. É mais barato e menos doloroso." - “Um cura para catarro e febre do feno... 30 gramas de casca de pimenta-da-jamaica... aspirar... algumas vezes por dia...” - A Idade de Ouro de 7/4/1926, pág. 438 (em inglês)

“Durma virado para a direita ou de costas, com a cabeça virada para o norte, de modo a se beneficiar das correntes magnéticas da terra.” - A Idade de Ouro de 12/11/1929, pág. 107 (em inglês)

“... Por conseguinte, é razoável concluir-se que, antes de Deus a ter amaldiçoado, a serpente possuía pernas que a elevavam acima do solo... Deus teve o poder de transformar o corpo dela, de modo a que deixasse de ter pernas e pudesse mover-se sobre seu ventre.” - A Sentinela de 15/2/1965, págs. 127 e 128

“O coração, no entanto, está intrincadamente conectado ao cérebro pelo sistema nervoso e é bem suprido por terminações nervosas sensoriais. As sensações do coração são gravadas no cérebro. É aqui que o coração leva até a mente seus desejos e afeições, até chegar a conclusões que tem que ver com as motivações... Há uma estreita relação entre o coração e a mente, mas eles são duas diferentes faculdades, centradas em diferentes localizações. O coração... mais significativamente contém nossa capacidade emocional e nossa motivação... Uma coisa é certa, [quando os transplantados] perdem seus próprios corações, eles perdem as propriedades do coração neles contido ao longo dos anos e que contribuiu para fazer deles quem são no que diz respeito à personalidade... Devemos lembrar-nos de que o coração também raciocina.” - A Sentinela de 1/5/1971, em inglês (ou 1/9/71, págs. 518 – 524, em português)

“Psiquiatras e psicólogos... não são aqueles a quem se deve recorrer quando alguém está deprimido e assediado por toda sorte de problemas... os suicídios entre eles correspondem ao dobro da freqüência encontrada na população em geral... ao invés de recorrer a psiquiatras e psicólogos, os quais também, na maior parte, não possuem tal fé, que os amantes da retidão recorram à Bíblia em busca de sabedoria...” - Despertai! De 22/8/1975, pág. 26 (em inglês)

Não, irmãos; não posso aceitar as revistas ‘A Sentinela e Despertai’ como fonte de ‘alimento no tempo apropriado’, não depois de ter conferido por mim mesmo estas referências que tenho alistado. Não é sensato e inteligente, aceitar como advindo do Pai das luzes celestiais em quem não há variação das sombras, este ensino deturpado que claramente não têm bases científicas, tampouco bíblicas. Ao invés de ser canal de comunicação de Deus, A Sentinela é canal de falsas profecias e falsos ensinos como o que segue:

 

Sentinela 15 de Novembro de 1984

01: Clarence Ulrich(1908-1989)

02: Arthur Worsley (1907-1996)

03: George Gangas(1896-1994)

04: Johnny Errichetty(1912-1997)

05: Mrs. Steiman

06: Dick Derderian (1892-1984)

07: Ann Rose (1910-2000)

08: Aquila Zook (1898-1993)

09: Sofie Yachinewicz (1906-2008)

10: Dr. Steiman 11: Bernice Henschel(1909-2001)

12: Mary Hannan (1898-1995)

13: Martin Poetzinger (1904-1988)

14: George Hannan (1899-1992)

15: Robert Hatzfeld (1903-2001)

16: Babette Herrlinger (1894-1995)

 

TODOS ESTES VELHINHOS QUERIDOS, MORRERAM ESPERANDO O CUMPRIMENTO DESTA FALSA PROFECIA. (DEUT. 18:22)

Sabemos também que a geração de 1914 encontra-se numa fase bem adiantada do declínio de sua existência, restando assim pouco tempo para esta profecia ainda se cumprir. Mas sabemos também - para isso temos a promessa do próprio Jesus - que “esta geração de modo algum passará até que todas estas coisas aconteçam”. - Revelação 17:11; Marcos 13:30. - A Sentinela, 1 de Maio de 1985, pág. 7.

 

Não é possível expor nesta carta, tudo o que encontrei em minhas pesquisas, e nem é minha pretensão fazê-lo. Faltaria-me tempo para falar sobre Charles Taze Russel e os seus estudos ocultistas da Maçonaria, Piramidologia, e como ele usava a numerologia, para calcular tempos e épocas nas passagens da grande Pirâmide de Gizé do Egito, a qual ele chamava carinhosamente de “A Testemunha de Pedra de Jeová”. Se as Testemunhas atuais pudessem assistir o Fotodrama da Criação, ficariam assustadas de ver que ele era adepto da maçonaria, acreditava nos signos do Zodíaco e, ensinava que Deus morava nas Plêiades. Eu pessoalmente fiquei abismado, ao ler Russel afirmando que os volumes de Estudos das Escrituras publicados por ele, eram MAIS aconselháveis que as próprias Escrituras. No entanto, hoje são considerados como alimento impróprio; são livros proscritos, e se alguém seguir seus ensinos hoje, certamente será expulso por apostasia. Era ele mesmo o/ou parte de um ‘Escravo fiel e discreto?’ Estou certo que não.

Faltaria-me tempo para falar sobre Rutheford, e como ele tornou um grupo de ‘Estudantes da Bíblia’ com igrejas independentes, em uma organização religiosa mundial, autoritária, centralizadora, legalista e escravizante. Poderia destacar que o mesmo Rutheford, dizia-se orientado por ‘anjos’ e pelo ‘espírito’ de Russel ao escrever seus livros cheios de heresias, muitos das quais são grandes vergonhas para a Sociedade hoje em dia. Entre suas heresias está o ‘fechamento dos céus’ a partir de 1930 (Mt. 23:13) e o estabelecimento de uma religião com o Nome/Marca “Testemunhas de Jeová”. A organização da Torre de Vigia coloca a todos os seus membros, pequenos e grandes, sob compulsão, para prestarem-lhe serviço sagrado de toda mente e de toda a força vital; de fato uma marca na testa e na mão direita. Os que não se sujeitam a ela, os que ousarem criticá-la, são ostracizados sem direito de defesa, são espiritualmente mortos, e seus corpos são expostos em suas praças figurativas. Seus dissidentes não podem mais fazer ‘negócios’ com esta organização, não podem mais ‘comprar ou vender’, são desassociados.

Analisando a história da Sociedade Torre de Vigia, e vendo a proximidade do fim, entendo que nunca antes uma organização trouxe tanto vitupério ao santo nome de Deus. Ao invés de dobrar seus joelhos diante do Filho de Deus e reconhecê-lo como tal, as Testemunhas foram ensinadas a crer em um Jesus falso, uma criatura, um anjo feito, ‘um deus’ minúsculo, conforme vertem apocrifamente, na sua “Tradução do Novo Mundo”, em João 1:1. Mesmo sabendo, de acordo com Isaias 9:6 e Heb. 3:4, que Jesus é ‘Deus’ em maiúsculo, diminuÍram seu título e o rabaixaram a posição de pessoa criada, ao invés de Deus criador (João 1:2). No entanto, o título ‘diabo’ está em maiúsculo, todas as vezes que ocorrem na sua Bíblia.

Ao invés de fazer fama para o nome do herdeiro de toda a terra, o nosso Senhor Jesus Cristo, (Atos 4:12) a Sociedade Torre de Vigia, escravizando pessoas de todas as nações, tribos, povos e línguas, fez um nome célebre para si mesmo e tem construído uma ‘Torre’ que alcança os céus. O Corpo Governante, tem se colocado no lugar de Cristo, e induz as pessoas a se voltarem para ele e para sua organização ao invés de ao superintendente de nossas almas, o Cristo e Pai eterno, o Deus poderoso (Isa. 9:6). Como um barco sem leme, sua organização e seus fiéis são empurrados para lá e para cá em um mar de doutrinas mutantes (Ef. 4:14). O que é verdade hoje pode ser descartado amanhã, o que foi ensino ontem é agora encarado como engano, e assim por diante.

- "Claramente, pois, o novo pacto não é um arranjo livre, aberto a toda a humanidade. Trata-se duma cuidadosamente providenciada provisão legal envolvendo Deus e os cristãos ungidos." - A sentinela 15/08/1989 (Páginas 30-31)

Em sua curta existência, a Sociedade Torre de Vigia levantou sua voz para condenar todos os Cristãos que existiram antes dela; condenam também qualquer religião Cristã no mundo; afirmam ser o único caminho, a única religião verdadeira. A Torre de Vigia projetou uma religião para destruir o Cristianismo. Ao fazer isso, pecou contra o Espírito Santo, pois rejeitou o trabalho que este tem feito em prol de sua igreja e da preservação do evangelho, todos os dias, desde a partida de nosso Senhor, até hoje.

Não irmãos; não acredito mais nesta ‘única religião verdadeira’. Ela me afastou de Jesus o Cristo, o filho do Deus vivente. Ela me manteve cego, e aprisionado no engano. Graças ao Pai, nosso Deus eterno e ao seu filho Cristo Jesus nosso Senhor, que pelas suas misericórdias me achou digno de voltar à vida, a ele seja a glória para sempre. Irmãos, Os discípulos do primeiro século eram jogados aos leões, eram queimados vivos, crucificados e degolados, porque não queriam acender incenso ao imperador. Como poderia eu negar o Cristo? Como poderia eu, ‘acender incenso’ a uma organização humana que tomou o seu lugar? Prefiro mil vezes a humilhação do Cristo, pois eis que serei no devido tempo enaltecido. A Sociedade geralmente inclui em suas advertências, o seguinte aviso aos que desejam afastar-se dela:

- Para onde ireis? Só nós temos declarações de vida eterna.

Porém, lembre-se que mesmo o diabo, tinha declarações de vida eterna para Eva (Gen. 3:4); claro que eram totalmente falsas. A grande verdade, é que nenhum homem, anjo ou organização tem as verdadeiras ‘declarações de vida eterna’ senão ele: O Cristo! É para ele que eu me volto. Ele sim, conforta, reanima, retira o jugo e salva completamente. É o único caminho. Não há atalhos terrenos ou celestiais, que possam nos conduzir ao Pai, à parte de Jesus. Não precisamos de uma ‘Maria organizacional’ para chegar-nos a ele, não precisamos de intermediários. Não precisamos da aprovação de homens terrenos para ler a Bíblia ou pregar por conta própria; nada nos impede de agirmos tais quais os Bereanos dos dias de Paulo, os quais tinham toda a liberdade para confirmar as palavras do evangelho (Col 2:18-23), assim declaro:

Estou oficialmente e por escrito me desligando definitivamente da Organização Torre de Vigia por motivos de consciência.

Vocês sabem que, durante todo o tempo em que servi nesta organização, e fiz isso na tentativa de agradar a Deus pai, demonstrei muito boa conduta e serviço abnegado; Devido a isso, gozo de excelente reputação entre os irmãos das congregações onde trabalhei, até o dia de hoje. Fiz pela organização muito mais do que ela fez por mim; não lhes devo nada. Entristece-me, porém, o fato de que muitos continuarão enganados, servindo a esta Organização humana e legalista, achando estar prestando culto e adoração ao criador celestial, mas antes, sem o saberem, cultuam a criatura, na forma de um gigantesco ídolo moderno organizacional. Muitos infelizmente, não poderão conversar abertamente comigo sobre as crenças que hoje eu confesso; isso porque aqueles que saem da Organização Torre de Vigia, mesmo que continuem tendo fé em Deus, sendo amantes da verdade e obedientes ao Evangelho de Cristo, ainda são taxados de apóstatas, condenados à destruição e indignos de que lhes dirijam um oi. A estes, é proibido a dignidade, direito até dos mais vis homens da terra. O meu conselho a todos os meus irmãos, muitos dos quais tenho em alta estima é:

- Pesquisem, pesquisem e pesquisem. Parem de ler A Sentinela e leiam a Bíblia! Não tenha medo de saber o que as outras pessoas pensam sobre sua religião, seja honesto, seja justo, seja um Bereano. Ninguém tem o direito de lhe impedir de contrastar as opiniões. É um conselho da própria Sociedade:

Visto que muitas religiões , hoje em dia, não estão fazendo a vontade de Deus, não podemos simplesmente presumir que os ensinos da organização religiosa com que nos associamos estejam em harmonia com a Palavra de Deus. O mero fato de a Bíblia ser usada por uma religião não prova que todos os ensinos e práticas dela se baseiem na Bíblia. É importante que nós mesmos examinemos se se baseiam ou não. Pessoas da cidade de Beréia foram elogiadas porque, depois de o apóstolo cristão Paulo lhes ter pregado, elas consultaram as Escrituras para se certificarem de que aquilo que ele lhes dizia era a verdade ( Atos 17: 10, 11 ). A religião que é aprovada por Deus tem de concordar em todos os sentidos com a Bíblia; não aceitará certas partes da Bíblia, rejeitando outras partes – 2 Tim 3: 16”. - Poderá Viver para Sempre ( 1983 ) pg. 31 § 15 Pág.: 9

Não permitam que líderes religiosos dominem e controlem as suas vidas, ou lhe façam seguir um ‘Evangelho Diferente’, assim como muitos permitiram desde os tempos de outrora (Gal. 1:8). Lembre-se de que Jesus condenou os guardiões da Lei, chamando-os de guias cegos, hipócritas e descendência de víboras. Eles dominavam sobre o rebanho, criavam regras e mandamentos legalistas porque achavam que a Lei era insuficiente e precisava de remendos (Mateus 23:13-16).

Estes líderes religiosos atuais são piores e mais repreensíveis; eles não aceitam o Cristo como suficiente para a redenção humana. Criaram sutilmente um código de leis e estatutos a fim de subjugar os que deveriam se curvar diante do Salvador. Estas regras e mandamentos vão flagrantemente muito além do que está escrito (1Cor. 4:6). Com isso, tem sobrecarregado as ovelhas e as atraído a eles mesmos. Fazendo assim, pregam novamente o Senhor no madeiro e expõem-no ao opróbrio, trazendo sobre si a maldição eterna, reservada ao diabo e seus anjos.

Têm eles ainda, achando pouco o que fazem, procurado monopolizar o ‘Espírito Santo’ de Deus; se é que o podem fazê-lo, se colocando como ‘interpretadores oficiais da palavra’, e, ainda mais, tem distorcido tanto o seu entendimento como o seu significado, trazendo condenação sobre si, e sobre os que seguem suas falsas profecias e doutrinas. É por isso que Deus os tem reprovado, fazendo-os crer numa suposta luz que ao invés de brilhar cada vez mais, tem se tornado escuridão e um meio de levarem-nos ao abismo. Vejam as seguintes declarações estapafúrdias:

“... Assim, a Bíblia é um livro de organização e pertence à congregação cristã como organização, não a indivíduos, não importa quão sinceramente creiam poder interpretar a Bíblia. Por esta razão, a Bíblia não pode ser devidamente entendida sem se ter presente a organização visível de Jeová”. A Sentinela 1/ 06/ 68 - pg. 327 - § 9.

“... A menos que estejamos em contato com este canal de comunicação usado por Deus, não avançaremos na estrada da vida, não importa quanto leiamos a Bíblia”. A Sentinela 1/ 08/ 82 – pg. 27 - § 4.

Irmãos, o tempo que resta é ainda mais reduzido. O prazo para buscarmos a Cristo está se esgotando sobremaneira. Eu o encontrei, depois de muitas orações, sobre as montanhas de evidências. E ele me ouviu favoravelmente, pois é Deus para ouvir; busque-o enquanto pode ser achado, enquanto mostra estar perto (Sof. 2:3). Agora, com Cristo tenho audácia, estando ainda mais assegurado. Entretanto, a obra de cada um será manifesta no último dia, pois o fogo irá mostrar a espécie de obra que produziram. Se tivermos edificado nossa fé sob os alicerces dos homens, isto é, com palha, madeira e serragem, nada nos sobrará senão cinzas. Porém, se tivermos edificado a fé sob o alicerce maior que é o Cristo, a rocha perfeita, a pedra angular de esquina, e a tivermos edificado com ouro, prata, pedras preciosas e lágrimas e sangue, então a teremos eternamente e tanto mais segura ainda em vida; porque não há outro outeiro ou elevação ideal sob a qual construir, senão Cristo, e Cristo levantado dentre os mortos.

Digo isso irmãos, não para vos escandalizar, pois bem sei o quanto é estranho para vós o Cristo em sua verdadeira forma; digo isso para vos mostrar o que ele pode fazer por todo aquele que o busca em espírito e verdade. Sirvamos a Cristo que reina eternamente.

Concluindo, reafirmo o seguinte:

CONSIDEREM-ME DESLIGADO E DISSOCIADO DA ORGANIZAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS, BEM COMO DE TODAS AS SUAS EXTENSÕES.

Aos demais irmãos, como pessoas, declaro: Não guardo mágoas ou rancor nenhum, sob qualquer forma, A NINGUÉM. Não considero os meus anteriores irmãos como inimigos, ou indignos de minha amizade e consideração. Estou sempre de braços abertos.

De minha parte, não haverá aplicação das regras organizacionais que envolvem uma pessoa desassociada, ou dissociada; até mesmo porque não considero estas regras inteiramente bíblicas e cristãs. Estarei sempre à disposição para dialogar, conversar ou explicar os meus motivos e crenças a qualquer um que me procurar. Isso porque, embora tenha defeitos, não sou pessoa imoral, gananciosa, extorsor, beberrão, acusado de devassidão ou coisa semelhante a estas, nem apóstata do evangelho de Cristo, para ser classificado entre os que devem ser evitados.

Em tudo que desejava falar e transmitir, resumi o que pude. Existem muitos outros motivos, para que eu não acredite mais na organização das Testemunhas de Jeová, como única organização que serve a Deus na terra e únicos a serem salvos. Espero que com a crescente disponibilidade de material de pesquisa e dos meios de consulta, mais e mais pessoas se libertem deste jugo ilusório e se voltem para Cristo Jesus. Não condeno as pessoas individuais, anciãos, servos, pioneiros e publicadores em geral, muitos deles amorosos amigos que farão muita falta; pois assim como eu acreditei, estes sinceramente acreditam estar fazendo uma obra aprovada por Cristo. Sempre me lembrarei de coração destes em minhas orações ao Pai celestial.

Sem mais, despeço-me relativamente de todos, tendo em mente a revelação gloriosa dos filhos de Deus.

“ Ora, para mim é um assunto muito trivial o de eu ser examinado por vós ou por um tribunal humano. Até mesmo eu não me examino a mim mesmo. Pois não estou cônscio de nada contra mim mesmo. Contudo, não é por isso que eu seja mostrado justo, mas quem me examina é Jeová” ( 1 Cor 4: 3,4 ).

_____________________________________

Osmanito Torres de Brito

 

Obs.: Havia sido avisado de participar em uma Comissão de julgamento, em local e horário previamente estabelecido, mas sabendo que apenas um é verdadeiro e justo juiz, diante do qual estamos todos postados, a saber, Cristo Jesus, eu decidi somente enviar este documento pessoal.

Não reconheço nenhum tribunal humano, com autoridade de exercer o papel de juiz sobre minhas decisões espirituais; assim, excusem-me de qualquer convite relacionado. Tenham por excusados também, os membros de minha família, que se acham sob a minha tutela, segundo os ditames da lei secular e seus dispositivos.

 facebok

GRUPO INDICETJ EX-TJ

Participe também!