Artigo de

Sebastião de Souza Duarte

Escreva para mim: ssouzaduarte@ig.com.br

 
 

Resposta a um ancião

18-07-2006

 

Sebastião: Prezado X, foi um prazer receber uma mensagem sua, e confesso que não fiquei surpreso com suas palavras, pois é exatamente isso que eu mesmo teria escrito, se o fizesse há alguns anos atrás. Porém, se me permite, gostaria de poder responder, intercalando em seu texto o que penso a respeito. E por favor, não fique chateado se minhas palavras parecerem duras, pois não é minha intenção ofendê-lo ou a quem quer que seja. E nem tenciono fazer com que concorde comigo em nada, pois respeito sua opinião e a de todos, o que infelizmente não é verdade com respeito à minha opinião.

Venho a ti como ancião e amigo.

Sebastião: Também me dirijo a você, X, como ancião (no sentido bíblico da expressão) e amigo.

Tião, quando penso em você lembro das coisas que você dizia. Você era maduro espiritualmente e falava com convicção das verdades que aprendeu com a organização de Jeová (o escravo).

Sebastião: Fico feliz de você se lembrar me mim de modo positivo, e espero ter exercido uma influência positiva em sua vida. Também me lembro de você sempre de modo positivo. Só lamento de você falar de minha espiritualidade como algo do passado, como se eu não fosse mais “maduro espiritualmente”. De fato, X, durante muitos anos tive muita convicção naquilo que aprendi na organização, mesmo em coisas não-bíblicas, o que muito lamento. Naturalmente, ainda sou convicto a respeito das “verdades bíblicas” que aprendi, e sou grato por isso. Lembre-se no entanto, que as “verdades bíblicas” não são propriedade de alguma religião ou de algum homem, mas da própria Bíblia, que é a Palavra de Deus.

Não fique culpando ninguém pela sua sorte.

Sebastião: Sinceramente não entendi o porquê dessa sua declaração. (???)

Os irmãos de modo geral tanto o escravo ou os irmãos da congregação são falhos e muito falhos, não são inspirados, mas tentam seguir o que as escrituras ensinam.

Sebastião: Eu sei tão bem quanto você, que os irmãos são falhos e não são inspirados. Nunca disse que eram e nunca exigi que fossem. (???) Não obstante, X, o “escravo”, ao mesmo tempo que admite não ser inspirado, alega de forma ambígua ser o “canal de comunicação entre Deus e os homens”, ser “guiado por Deus”, ser o “Profeta de Deus”. Pelo que aprendi da Bíblia, quando Jeová usa uma pessoa como seu “porta-voz”, como seu “canal”, as palavras dessa pessoa são sempre fiéis e verdadeiras, pois são na verdade a palavra de Jeová e não daquela pessoa. Assim se deu no caso dos Profetas e dos Apóstolos, que foram de fato usados como um “canal de comunicação”. Por isso as palavras escritas por estes representantes foram e continuam sendo verdadeiras, mesmo tendo se passado milênios. Porém, alguém que se auto-intitula “porta-voz” de Jeová e a cada década muda seu discurso, me causa muita estranheza. Alguém que afirma escrever “guiado pelo espírito santo de Deus” e escreve coisas erradas, vez após vez, está dando a entender que este espírito (que é o espírito da verdade), guia seus erros. 

Agora você com essas informações que sei lá da onde você tirou está invalidando as escrituras quando alega que algumas declarações escritas ali só foram válidas para os cristãos do passado. Pense bem, Toda a escritura... é proveitosa para nos ensinar, repreender... É por isso que está ali registrado e preservado para nós lermos e usarmos com perspicácia.

Sebastião: X, não estou invalidando a Palavra de Deus dizendo que algumas de suas declarações aplicam-se somente ao passado, pois é isso mesmo que a Bíblia diz. Não estamos mais debaixo da lei Mosaica, pois Cristo é o fim da lei. Após Jesus Cristo estamos debaixo das leis do Cristo e você sabe muito bem disso. Mas não sei a que declarações específicas minhas você se refere. (???)

E as informações a que você se refere, e que você diz não saber de onde as tirei, elas encontram-se nos mesmos livros e enciclopédias que a torre de vigia usa para escrever seus artigos. O problema é que ela cita tais livros fora de seu contexto, de modo tendencioso, de modo a apoiar suas doutrinas. Basta conferir tais citações. Assuntos sobre o sangue, encontramos em livros de medicina, assuntos bíblicos, encontramos nas páginas da bíblia e nos Comentários Bíblicos que a sociedade usa e cita em suas publicações, assuntos sobre arqueologia e história, nos livros de história etc... E as muitas e muitas doutrinas apóstatas ensinadas pela sociedade durante seus mais de cem anos de existência, estão registradas nas publicações antigas da própria sociedade, como um testemunho constrangedor da sua falta de apego ao que diz a Palavra de Deus. São as verdades de ontem, pois a verdade de hoje é diferente.

E é um engodo lamentável achar que os escritores da sociedade tem uma sabedoria de tal modo superior, que somente eles tem a capacidade de fazer pesquisa, como se fossem dotados de um poder sobrenatural. Essa capacidade está disponível a qualquer um que disponha de tempo, de recursos e de método. Não decidi deixar a organização da noite para o dia e nem me baseando em pesquisas alheias. E estou certo de saber a diferença entre minha direita e minha esquerda. O meu tempo de permitir que outros pensem por mim, já passou graças a Deus. E creio firmemente que só estaremos usando as Escrituras com perspicácia, se nos apegarmos ao que ela realmente e claramente ensina, não indo “além das coisas escritas”, nos apegando a especulações humanas exóticas, mutáveis e anti-bíblicas.

Te aconselho: Ore a Jeová e peça que esquadrinhe o seu coração... Largue qualquer traço de orgulho e seja humilde.

Sebastião: Não poderia ter me dado conselho melhor, meu amigo. Tenho feito isso com certeza, e sempre me lembro de você em minhas orações.

Com respeito a ser humilde, certamente precisei e ainda preciso de uma boa dose de humildade, para admitir que andei tanto tempo errado, que tantas vezes fui orgulhoso, me considerando superior aos chamados “mundanos”, achando que eu tinha um “conhecimento superior das escrituras”, que eu fazia parte do “único grupo com o qual Jeová se relaciona”, que era parte do “único grupo com esperança de salvação”. Quão orgulhoso eu era quando julgava o cristianismo dos outros como inútil aos olhos de Jeová, por não estarem apoiando os erros doutrinais da torre de vigia, quando eu apontava os erros de todas as religiões do mundo e fechava os olhos aos erros de minha própria religião. Quanto orgulho e quanta prepotência. Este tempo também ficou pra trás, graças a Deus. 

Pare de ter contato com apostatas, eles agem assim como Satanás agiu com Eva quando disse:  “É realmente assim que Deus disse, que não deveis comer de toda árvore do jardim?” (Gen 3:1c ) Note a sutileza de Satanás em fazer com que Eva se comunicasse com ele para que ele enchesse sua mente com dúvidas. Satanás sabia muito bem qual era a proibição, mas fez questão de generalizar a ordem para que pudesse envolver sua vitima.

Sebastião: Com respeito a este tema, se não me engano já expus para você qual minha opinião, mas acho que você não entendeu ou não acreditou em mim.

Lembra-se que o Brasil foi governado durante décadas pelos militares? Foi o período chamado de ditadura militar. Milhares de pessoas durante este período que ousaram discordar das decisões e atos corruptos do governo, foram tachados de subversivos, comunistas, bandidos e foram duramente perseguidos, exilados ou mortos. Por que? Porque o governo não tinha como refutar os protestos de tais pessoas, pois elas estavam apontando para erros de verdade, elas tinham razão em seus protestos. Por chamá-los de subversivos e comunistas e dar a estas expressões uma conotação altamente pejorativa, o governo tentava combater suas atividades e principalmente suas idéias. Este método é chamado de ataque ad hominem, ou seja: ataca-se o homem mas não se refuta os argumentos dele. Será que todos os que falavam contra o governo eram comunistas? Claro que não. Mas eram todos ajuntados no mesmo saco. Todas as religiões fazem o mesmo – taxam de apóstatas e heréticos todos os que discordam de seus ensinos. Será que todos os que discordam dos ensinos da torre de vigia são apóstatas (no sentido bíblico, naturalmente)? Será que todos são arrogantes? São todos mal intencionados? São todos iníquos e mentirosos? Claro que não. Mas claro que muitos o são de fato. E destes eu quero distância e também o aconselho a fazer o mesmo. Será que eu já li escritos apóstatas? Sim, não tenho a menor necessidade de mentir pra você, nem você pra mim. E o fiz seguindo o conselho da Torre de Vigia, que diz que devemos sempre ouvir os dois lados da questão. Mas rejeito e continuarei a rejeitar qualquer ensinamento ou idéia apóstata. Rejeito todos aqueles que falam contra a Bíblia ou contra Jeová e Cristo, que são os verdadeiros apóstatas no sentido bíblico. Da mesma forma que não concordo com os ataques ad hominem que a Sociedade lança contra todos os que discordam dela, colocando-nos todos no mesmo saco e tachando-nos de apóstatas.

O irmão Y, ele é de MG, e me contou que houve um estudante muito inteligente que se tornou irmão com o tempo, mas ele ficava debatendo com pastores de igrejas. Um dia foi levantado uma dúvida sobre o escravo, então... ele caiu! De zeloso apoiador, passou a ser ferrenho opositor. Mas, passou um tempo ele caiu em si e admitiu a seus parentes que as TJ estavam certas. Sua família o incentivou a retornar, mas em seu coração ele achava que “Jeová não o perdoaria”... dizia isso!. Por fim, se suicidou.

Sebastião: X, estudos sociológicos recentes, apontam para um índice notavelmente alto de suicídios entre as religiões fundamentalistas, incluíndo-se aí as Testemunhas de Jeová. E você sabe muito bem da enorme legião de deprimidos entre as testemunhas. Afinal, este é o chamado mal do século. Mas esse tema foge totalmente ao meu conhecimento de modo que não posso falar muito a respeito. Só sei que o número de suicídios é muito grande mesmo, entre os que saem e entre os que ficam. E é claro que aos seguidores de homens estão reservadas mesmo muitas aflições. Por isso eu escolho seguir a Cristo e não um grupo de homens.

Tião, em vez de ficar procurando erros

Sebastião: Interessante como só é permitido à Torre de Vigia procurar e comentar erros dos outros. Dê uma olhada breve em quase qualquer uma de suas publicações e observe como boa parte da matéria visa criticar e apontar os erros das outras religiões (erros que existem de fato). A torre pode chamar todo mundo de seguidor de Satanás não é mesmo? Observe que boa parte do esforço despendido em um estudo bíblico é para mostrar ao estudante que a religião dele é falsa, do Diabo. Mas os erros da Sociedade não devem nunca ser mencionados, pois falar contra ela é o mesmo que falar contra Jeová, como se Jeová fosse o responsável por tantos ensinamentos equivocados e distorcidos.

e ficar se expondo a agentes do Diabo.

Sebastião: Pra mim, X, agentes do diabo são todos aqueles que ensinam doutrinas anti-bíblicas, mesmo sem o saberem. E para não me expor a ensinos falsos, nem disseminá-los, é que me mantenho longe das religiões e seus erros, e prefiro acreditar apenas naquilo que a Bíblia diz.

Faça uma pesquisa sobre os eventos atuais. Compare os nossos dias com os dias dos Apóstolos e perceba que estamos vivendo em tempos semelhantes ao período de 60 a 70EC.

Sebastião: Também não entendi este ponto. (???) Nunca disse que não estamos vivendo em época semelhante aos anos 60 e 70 EC. Aliás, quem diz isso é a Torre de Vigia, quando diz que após 1914 estamos em período de tempo totalmente diferente, apesar dos fatos históricos mostrarem o contrário e a Bíblia não dizer nada a respeito. Eu por outro lado, concordo plenamente com o que disse o apóstolo Pedro em Atos 2:1-18, que estamos vivendo nos últimos dias. E eu também sugiro a você que faça uma pesquisa sobre os eventos atuais e verifique se é verdade que a partir de 1914 tivemos um aumento significativo no números de guerras, de fome, de terremotos e de doenças. Mas pesquise livros confiáveis, que lidam com fatos históricos e não apenas manchetes jornalísticas, como as citadas nas publicações.

Seja humilde com sigo mesmo Tião.

Sebastião: Obrigado pelo conselho, X, é sempre apropriado mesmo.

Digo isso porque sei que você era homem zeloso, mas também sistemático.  

Sebastião: Não sei se entendi bem, mas se ser sistemático é levar a adoração a Jeová a sério e não tolerar mentiras e não poder ensinar mentiras, não acho que seja um defeito, mas uma qualidade. Os homens fiéis do passado também não transigiram em suas consciências para seguir a opinião de outros homens imperfeitos, mas apegaram-se às Escrituras, mesmo diante de difamação e perseguição. Acho que fazemos bem em seguir tal exemplo.

Todos nós somos falhos.

Sebastião: Com certeza, pena que alguns não admitam que são falhos nem que se fale dessas falhas.

Erramos e vamos continuar errando até atingirmos a perfeição.

Sebastião: Com certeza.

Se proteja dos ataques do orgulhoso Satanás. Leia as Escrituras com coração humilde. Ore a Jeová e peça a ele para que esquadrinhe seu coração.

Sebastião: Excelente seu conselho, e agradeço muito.

Você disse que as pessoas que não concordam com um ensino são silenciadas por serem desassociadas. É verdade...

Sebastião: Assim como na época da inquisição, não é mesmo? Só aboliu-se a fogueira.

Elas são silenciadas porque em vez de humildemente procurar ajuda ou aguardar e esperar em Jeová, elas passam a introduzir seus próprios conceitos na congregação, fazem assim como Satanás fez quando lançou dúvida contra o Glorioso Senhor Jeová, — acredito eu que isso não se dá o mesmo com você. Entendeu... Satanás foi também desassociado do convívio dos anjos de Deus e isso foi motivo de grande alegria no céu!

Sebastião: Tenho certeza que você não diz isso por mal, que você está apenas seguindo o padrão organizacional, de demonizar todos os que discordam do Corpo Governante (que é quem na verdade “introduz seus próprios conceitos na congregação”); como se estivessem discordando das Escrituras ou do próprio Deus.  Porém, X, eu sou escravo de minha consciência e não posso ensinar aquilo que contradiz as Escrituras, simples assim.  

É tempo de ajudarmos os irmão mais fracos não de sermos ajudados. Portanto, se fortaleça espiritualmente. Ore a Jeová, faça pesquisas com o coração humilde,

Sebastião: Excelentes conselhos, e agradeço muito, de coração.

volte a assistir as reuniões.

Sebastião: O fato de eu ter me dissociado não significa que eu nunca mais voltarei à organização. Não tenho esse orgulho, essa prepotência, de me considerar o dono da verdade. Estou certo de não estar, mas posso estar errado. Porém, só o farei quando encontrar na bíblia textos que provem os ensinos da organização. Eu me tornei Testemunha de Jeová, X, porque eu não queria ter nada a ver com apostasia. E agora eu deixei de ser testemunha, pelo mesmo motivo. É difícil de ler isso? Saiba que é mais difícil ainda escrever.

Pense bem, você pode ir a qualquer uma das congregações em nossa cidade ou em qualquer parte do mundo, você encontrará pessoas cheias de problemas, imperfeições e outras coisas mais, mas essas mesmas pessoas estão alegres por receber instrução unificadora da Bíblia e estão perseverando.

Sebastião: Em cada igreja cristã que você for, você vai encontrar pessoas alegres, recebendo instrução bíblica e perseverando, e recebendo também uma boa dose de doutrinas humanas e anti-bíblicas, de modo que não me apetece nem um pouco me expor a isso. Mas agradeço o conselho.  

 

(Mateus 10:22) 22 E vós sereis pessoas odiadas por todos, por causa do meu nome; mas aquele que tiver perseverado até o fim é o que será salvo.

*** rs p. 42 Apostasia ***

Talvez afirmem servir a Deus, mas rejeitam Seus representantes, Sua organização visível.

Judas 8, 11: “Também estes homens, entregando-se a sonhos, aviltam a carne, e desconsideram o senhorio, e falam de modo ultrajante dos gloriosos. Ai deles, porque . . . pereceram na conversa rebelde de Corá!”

Núm. 16:1-3, 11, 19-21: “Corá . . . passou a levantar-se, junto com . . . duzentos e cinqüenta homens dos filhos de Israel, maiorais da assembléia . . . Congregaram-se, pois, contra Moisés e Arão, e disseram-lhes: ‘Já chega de vós, pois a assembléia inteira, todos eles, são santos e Jeová está no seu meio. Então, por que vos devíeis erguer acima da congregação de Jeová?’ . . . [Moisés disse:] ‘Tu e toda a tua assembléia, que vos estais combinando, sois contra Jeová. Quanto a Arão, o que é ele que havíeis de resmungar contra ele?’ Quando Corá havia congregado contra eles toda a assembléia à entrada da tenda de reunião, então apareceu a glória de Jeová a toda a assembléia. Jeová falou então a Moisés e a Arão, dizendo: ‘Separai-vos do meio desta assembléia, para que eu os extermine num instante.’”

Sebastião: Bem apropriados os textos acima. Mas veja o seguinte meu irmão: os citados por Judas eram homens que não respeitavam a autoridade dos Apóstolos, conferida pelo próprio Cristo. E Corá e os seus, não respeitavam a autoridade de Moisés e Arão, designados pelo próprio Jeová. Eram realmente apóstatas rebeldes, condenados à destruição merecida.

Segundo os ensinamentos da sociedade, Jesus Cristo visitou seu templo espiritual em 1919 e escolheu os Estudantes Internacionais da Bíblia como seus representantes designados na terra, pois eram os únicos que se apegavam à Palavra da Verdade. Mas o que eles ensinavam então? Piramidologia, Segundo-Adventismo, Millerismo, Milenarismo, Exoterismo. Basta ler os livros antigos, está tudo lá. Quase tudo que eles ensinavam foi jogado fora pois era mentira, especulação, apostasia. Ensinos que a organização diz terem vindo de Jeová, assim como os de hoje. Terá Jeová escolhido como seus representantes um grupo de falsos profetas, piramidologistas e exotéricos? Terão tais ensinos vindos do trono de Deus ? Não creio de jeito algum.

Você não é um apóstata!

Sebastião: Não precisa dizer isso e amenizar o que todos (a maioria) dos irmãos pensam a meu respeito, X. Você deve concorda com a Sociedade quando ela diz o seguinte no KS: “Pessoas que deliberadamente disseminam (apegando-se de forma obstinada e divulgando) ensinos contrários à verdade conforme ensinada pelas Testemunhas de Jeová, são apóstatas". Note que quem discorda é apóstata. Aí diz que o é quem dissemina, mas não é preciso disseminar para receber este título. Eu mesmo nunca disseminei e veja o que consta em meu formulário de dissociação: Apostasia. O que corre a meu respeito à boca miúda entre os irmãos: Apóstata. Esse é o padrão, X, é a orientação da Sociedade. É um mecanismo eficaz para evitar críticas e manter os que discordam longe e em silêncio, em isolamento.

Você decidiu se dissociar. Mas cuidado! Não conheço e não há tempo para procurar um texto na Bíblia que responda sim ou não para essas questões levantadas.

Sebastião: Pense bem no que você diz, meu irmão: se você não conhece texto bíblico que confirme tais doutrinas, como você pode em sã consciência perante Deus, ensiná-las a outros como sendo baseadas na palavra de Deus, ou mesmo acreditar nelas ? Este é o ponto, querido. Muitos conseguem seguir adiante, mesmo sem saber, mesmo sem entender, confiando que em algum lugar da organização alguém sabe e isso lhe basta. Mas você e eu não somos mais crianças em sentido espiritual.

Ora, meu irmão, se não podemos mostrar grande parte dessas doutrinas nas Bíblia, como podemos ensinar tais coisas? Se para provarmos tais doutrinas temos que citar alguns textos fora de seu contexto, como podemos acreditar em tais coisas? Eu não posso fazer isso. Jeová não tolera esse tipo de coisa, irmão, e você sabe muito bem disso. Esperar em Jeová é continuar a acreditar em quem sempre errou? Em quem mente vez após vez para encobrir seu passado de erros e sua pesada culpa de sangue? Poderia citar centenas de exemplos baseados em fatos, com provas dentro da bíblia e de dentro das próprias publicações da sociedade, mas isso foge ao meu propósito e creio que também ao seu.

Não obstante, gostaria de lembrá-lo irmão, que é nossa responsabilidade perante Jeová, ajustar a maneira de pensar dos errantes usando as Escrituras. E porque os meus “pastores” se recusam a fazê-lo ? Porque a própria Sociedade recusa-se a fazê-lo e prefere simplesmente chamar de apóstatas os que discordam ?

Existe sim um conjunto de evidencias de que Jeová está abençoando as TJ em seu trabalho proclamando o Reino como única esperança para os humanos.

Sebastião: Que conjunto de evidências são estas? (???) A sociedade sempre apontou para seu crescimento numérico como evidência da bênção de Deus. Mas, e agora que a organização não cresce mais, só cresce em países do 3º mundo, mesmo assim com percentuais cada vez mais baixos? O decréscimo da obra é evidência de quê? Dê uma olhada nos últimos 10 anuários, X. Não que eu esteja sugerindo algo ou acredite que crescimento numérico seja evidência de algo, pois se assim fosse, as igrejas evangélicas ou o catolicismo seriam muito mais abençoados, não é verdade ?

Tião, pense: você é imperfeito cheio de falhas. Eu também e muitos são, mas podemos ser fortes para ajudar os fracos no tempo certo, com o apoio de Jeová. Seja forte! Seja forte...

Sebastião: Outro conselho maravilhoso e que seguirei sim. Agradeço.

Precisamos de você para ajudar o povo de Jeová a atravessar esse deserto difícil que constitui este velho sistema.

Sebastião: Infelizmente, X, a organização não precisa de mim. Ela não precisa de quem estuda além de suas publicações. Ela não precisa de quem questiona e quer saber além de suas explicações superficiais e simplistas. Ela precisa de quem aceita, não de quem questiona, de quem se deixa controlar, de quem se submete.

Não sou contra o princípio de organização, X, mas não considero ser sábio abdicar de sua liberdade de raciocínio em prol do raciocínio e dos interesses de um grupo religioso em oposição à Bíblia.

Não acho também que você ou qualquer pessoa deva deixar de ser TJ. Isso é pessoal, cada um que decida sua própria vida. Não é o que aconselho minha esposa nem meus pais a fazer, nem você ou quem quer que seja.

Saiba que não é fácil passar pelo que estou passando, sendo tratado do modo cruel como tenho sido tratado, de maneira totalmente anti-bíblica. Não desejo isso pra ninguém. Mas tenho muita pena dos irmãos, que fazem assim por seguir as orientações da sociedade, que usa textos bíblicos fora de seu contexto e de forma distorcida.

Mas eu creio sim, que pode-se colher muitos benefícios por se associar com um grupo cristão, seja ele qual for. Não compartilho da opinião orgulhosa e arrogante da Sociedade que em revista recente comparou todos os que não são TJ a insetos que serão exterminados no Armagedon, mesmo sendo pessoas tementes a Deus, caridosas, de boa moral e forte fé.

Só acho que devemos ser pessoas esclarecidas, estudar a Bíblia com profundidade para não sermos apanhados ensinando idéias apóstatas, indo além das coisas escritas, torcendo as Escrituras, para sabermos separar o que é bíblico daquilo que é mera especulação humana. O problema é que na organização temos que aceitar e ensinar o pacote completo. E isso está além de minha capacidade, minha consciência não me permite.

Os Cristãos devem amar sua liberdade cristã, sua liberdade de consciência, defendê-la, sacrificar o que for necessário para preservá-la. O controle totalitário, seja político ou religioso, teme a individualidade, encara-a como uma ameaça. Esse temor é sinal de fraqueza, não de força. A unidade baseada na uniformidade forçada, embora sólida na aparência externa, é na verdade, frágil. É incrível, X, como vários irmãos me contataram recentemente em off, em secreto, me confidenciando não crer em muitas coisas ensinadas pela organização, mas de seu medo de serem desassociados, de serem excluídos e ignorados por seus amigos e parentes. E um fato notável, é que a maioria de tais pessoas, estão na dianteira das Congregações, ensinando coisas nas quais não acreditam, por puro medo de enfrentar uma comissão judicativa e perder o convívio social dos irmãos. Isso é lamentável demais. Será que eu deveria representar também este papel ridículo? O fiz durante muito tempo, não dá mais, meu irmão.

A organização enche de elogios homens do passado que enfrentaram as doutrinas oficiais de suas religiões em prol das verdades bíblicas, mas maldiz e persegue aqueles que ousam discordar dela. Será que é isso que Cristo espera de seus seguidores? Duvido muito.

Somo engodados pelos nossos próprios desejos, não espere perfeição de ninguém nem de você mesmo.

Sebastião: E não espero mesmo. Todos podem errar, dizer coisas disparatadas, isso é do homem. O homem só não pode dizer disparates quando está sendo usado como “porta-voz” por Jeová, como o “canal” de Deus, pois Jeová não fala disparates jamais.

Volte a assistir as reuniões! Como resposta a esta carta...

Sebastião: Agradeço o conselho e desculpe se exagerei nas tintas, não sinta-se ofendido, pois sei bem que você é sincero em suas palavras, assim como eu sou sincero nas minhas.

Um grande abraço e fique com Jeová.