Como dizer aos filhos que você esteve em um culto

por Randall Watters

 

Que emoções sente alguém quando percebe que esteve envolvido em um culto religioso durante vários anos? Para alguns, pode ser um senso de alegria por sair, mas também há sentimentos de raiva, confusão e embaraço, para se lidar. A raiva normalmente é dirigida ao culto, ao recrutador da pessoa, ou a si próprio por permitir que isso tivesse acontecido e tomado tantos anos de sua vida. Confusão vem como resultado de não saber mais em quem confiar com os fatos. Finalmente, há o embaraço. Você não apenas se sente estúpido por ter sido fisgado por uma fraude religiosa, mas também tem que ensinar suas crianças o que é um culto, e então procede em demonstrar que você foi totalmente parte de um, durante os últimos anos. Puxa, mamãe, você não percebeu???

 

Uma boa introdução para o assunto é ler A Revolução dos Bichos, de George Orwell. Embora seja uma história de adultos, A Revolução dos Bichos é composta por caracteres de cartoon de um curral que desenvolve uma forma de Socialismo que destrói relações normais, e joga "uns contra os outros" no esforço para estabelecer a soberania no curral. As Novas Roupas do Imperador  é outro livro excelente para mostrar a importância do bom senso prático, como também quão fácil é para pessoas desenvolverem sistemas intrigados de pensamento, e obrigar submissão à eles.

 

Uma boa definição para culto que pode ser explicado à criança é: uma organização religiosa de homens que dizem que Deus os escolheu exclusivamente para falar a verdade para o mundo, e que você tem que seguir o líder(s) religioso ou morrerá às mãos de Deus. Daí, pode contar como esta religião o persuadiu à confiar neles, mas não lhe contou todos os fatos. O fato que esta religião MENTIU para você é razão suficiente para deixa-la. Também, não esqueça de falar para sua criança que isto não significa que você odeia as [Testemunhas de Jeová] porque a maioria delas não percebem que também estão sendo enganadas. Só alguns homens corruptos do topo são responsáveis pelas mentiras. Bem, isso parece muito severo? Olhemos para um diálogo de amostra:

 

Mãe: Teresa, eu tenho descoberto ultimamente algumas notícias perturbadoras que preciso falar com você a respeito.

 

Teresa: O quê, mamãe?

 

Mãe: Você sabe que tenho sido uma Testemunha de Jeová por seis anos, e eu compareci em quase todas as reuniões e no serviço de campo, e te levei comigo na maioria das vezes... e eu realmente acreditei em tudo que a Sociedade me disse até recentemente.

 

Teresa: O que aconteceu?

 

Mãe: Pesquisando alguns de nossos livros mais antigos que são muito difíceis de achar, descobri que os líderes da Torre de Vigia têm mentido para seu povo, não contando a verdade sobre o próprio passado deles, e continuaram mudando os ensinos para encobrir suas mentiras passadas. Isto foi muito difícil de encarar, Teresa. Não sei como poderia ser parte desta organização se eles não contam a verdade. Deus não aprovaria.

 

Teresa: Isso significa que não iremos mais no Salão, mãe? E nossos amigos? Eles não vão gostar se deixarmos de ir.

 

Mãe: A maioria de nossos amigos tem demasiado medo de olhar para o que eu achei, e eles ficarão muito bravos se eu falar sobre isto. Mas eles precisam saber a verdade cedo ou tarde. Eu não os estou culpando por qualquer coisa, são apenas alguns homens idosos e corruptos na liderança da organização que tem mentido. Considerando que nenhum de nossos amigos TJs irão querer ouvir isto, eles provavelmente não falarão mais conosco. Mas isso não significa que nós não podemos falar com eles, até mesmo se eles nos ignorarem. Nós não temos que viver mais pelas regras deles! Se eles verdadeiramente são nossos amigos e nos amam tanto quanto nós os amamos, eles escutarão mais cedo ou tarde. 

 

Teresa: Isso significa eu não posso brincar mais com o Billy?

 

Mãe: Você pode brincar com quaisquer de seus amigos, querida. Eu sinto muito que isto seja difícil para você, quando alguns de seus amigos não falarão contigo. Eu sinto verdadeiramente que isto tenha que acontecer... eu desejaria ter descoberto tudo isso alguns anos atrás, pois não seria tão difícil para nós duas. Eu quero que você venha falar comigo em qualquer momento que ache necessário, e eu tentarei a ajudar da melhor maneira que posso. Eu penso que depois dos primeiros meses de ajustes, ambas estaremos mais contentes. Nós teremos mais tempo para fazer coisas juntas, como ir ao jardim zoológico. Ei, que tal sábado que vem?

 

Traduzido por Fábio Pacheco com permissão de: http://www.freeminds.org/