1874, 1914, 1915, 1918, 1920, 1925, 1975 - Qual o significado? - INDICETJ.COM Escandalo sobre Testemunhas de Jeova

Ex-Testemunha de Jeová
publica mais de 1.000 artigos críticos!
Ir para o conteúdo
1
2
3
4
5
6

1874, 1914, 1915, 1918, 1920, 1925, 1975
- Qual o significado?
"...com o fim de 1914 A.D., aquilo que Deus chama Babilônia, e aquilo que os homens chamam Cristandade, já terá passado, como já mostrado a partir da profecia."
- Estudos das Escrituras III, 1891, p. 153 (em inglês)


"...o fim pleno do tempo dos Gentios... será alcançado em 1914 A. D... esta data será o último limite para o domínio dos homens imperfeitos... a Igreja [será] levada para casa em um arrebatamento... porque cada membro reinará com Cristo..."
- Estudos das Escrituras II, 1888, pp. 76,77 (em inglês)


"A data para o encerramento desta 'batalha' está definitivamente marcada nas Escrituras como sendo outubro de 1914. Ela já está em progresso, seu início datando de outubro de 1874."
-  Torre de Vigia de Sião de 15/1/1892, pp. 52,53  (em inglês)


"Nós apresentamos prova de que... a 'batalha do grande dia do Deus Todo-Poderoso' (Rev. 16: 14)... terminará em 1914 A.D., com a vitória completa sobre o governo terrestre..."
- Estudos das Escrituras III, 1905, editorial 26 (em inglês)


"Não vemos nenhuma razão para mudar os números, nem poderíamos nós mudá-los se quiséssemos. Eles são, nós cremos, datas de Deus, não nossas. Tenha em mente que o fim de 1914 não é a data do começo, mas do fim do tempo de tribulação. Não vemos qualquer razão para mudarmos de opinião..."
- Torre de Vigia de Sião de 15/7/1894, p. 1677 (reimpressão em inglês)


"O Tempo do Gentios prova que os governos atuais devem todos ser substituídos por volta do fim de 1914 A.D... e, do mesmo modo, a derrota da assim chamada 'cristandade' deve ser esperada para se seguir imediatamente."
- Estudos das Escrituras II, 1888, pp. 242, 245  (em inglês)


"...a completa destruição dos poderes... deste mundo maligno - político, financeiro, eclesiástico - por volta do fim do Tempo dos gentios, outubro de 1914."
- Estudos das Escrituras IV, 1897, pp. 604,622  (em inglês)


Quando Urano e Júpiter se encontrarem no signo benigno de Aquário em 1914, a era há muito prometida terá tido um belo começo na obra de libertar os homens na busca de sua própria salvação e assegurará a realização final dos sonhos e ideais de todos os poetas e sagas da História."
- A Sentinela de 1/5/1903, pp. 130 e 131 ou p. 3184 na reimpressão (em inglês)  


"Estudando a palavra de Deus, nós contamos os 2520 anos, os sete tempos simbólicos, a partir do ano de 606 A.C. e vimos que isso levava a outubro de 1914, tão próximo quanto fomos capazes de calcular. Nós não afirmamos positivamente que este seria o ano."
- A Sentinela de 1/11/ 1914, p. 325 (em inglês)


"A 'batalha do grande dia do Deus Todo-Poderoso' (Rev. 16: 14)... terminará em 1915 A.D., com a vitória completa sobre o governo terrestre...... consideramos uma  verdade estabelecida que o final dos reinos deste mundo, e o completo estabelecimento do reino de Deus, se cumprirão próximo do fim de 1915 A.D."
- Estudos das Escrituras III, 1915, editorial 101 e 99 (em inglês)


"Não há dúvida de que Satanás acreditava que o Reino do Milênio estava para começar em 1915."
- O Mistério Consumado, 1917, p. 128 (em inglês)


"A data apresentada... à luz das Escrituras precedentes, prova que a primavera de 1918 trará sobre a cristandade um espasmo de angústia maior ainda do que aquele experimentado na chegada de 1914."
- O Mistério Consumado, 1917, p. 62 (em inglês)


"Parece conclusivo que as 'dores de aflição' da Sião Nominal estão fixadas na passagem de 1918... há razões para crer que os anjos caídos invadirão as mentes de muitos da igreja nominal, levando-os a uma conduta excessivamente tola e culminando com sua destruição às mãos de massas enfurecidas... Também, no ano de 1918, quando Deus destruir as igrejas e seus membros aos milhões..."
- O Mistério Consumado, 1917, pp. 128,129 e 485 (em inglês)


"...Até as repúblicas desaparecerão na chegada de 1920."
- O Mistério Consumado, 1917, p. 258 (em inglês)


"Seja como for, há evidência de que o estabelecimento do Reino na Palestina será provavelmente em 1925, dez anos mais tarde do que nós uma vez tínhamos calculado [isto é, 1915]."
- O Mistério Consumado, 1917, p. 128 (em inglês)


"A data 1925 é ainda mais distintamente indicada pelas Escrituras, pois é fixada pela lei que Deus concedeu a Israel."
- A Sentinela de 1/9/1922, p. 262  (em inglês)


"Temos tanta razão, ou mais, para crer que o reino será estabelecido em 1925 do que Noé tinha para crer que haveria um dilúvio?... nosso pensamento é que 1925 está marcado definitivamente nas escrituras... Quanto a Noé, os cristãos agora têm mais sobre o que apoiar sua fé do que Noé tinha..."
- A Sentinela de 1/3/1923, p. 106  (em inglês)


"Por conseguinte, nós podemos esperar confiantemente que 1925 marcará o retorno de Abraão, Isaque, Jacó e os profetas fiéis da antiguidade... um cálculo simples dos jubileus traz-nos a este importante fato."
- Milhões que Agora Vivem Nunca Morrerão, 1920, pp. 88-90 (em inglês)


"Esta cronologia não é de homem algum, mas de Deus.'
- A Sentinela de 15/7/1922, p. 217  (em inglês)


"Não há dúvida de que muitos meninos e meninas que lêem este livro viverão para ver Abraão, Isaque, Jacó, José, Daniel e aqueles outros homens da antiguidade chegarem..."
- O Caminho para o Paraíso, 1924, p. 224 (em inglês)


"O ano de 1925 é uma data definitivamente e claramente marcada nas Escrituras, ainda mais claramente do que 1914."
- A Sentinela de 1924, p. 211  (em inglês)


"O ano de 1925 chegou... Com grande expectativa... Muitos têm crido que todos os membros do corpo de Cristo serão trasladados para a glória celestial durante este ano. Isto pode se cumprir. Pode não se cumprir..."
- A Sentinela de 1/1/1925, p. 3  (em inglês)


"Deve-se esperar que Satanás tentará incutir na mente dos dedicados o pensamento de que 1925 levaria a obra a seu fim..."
- A Sentinela de 1/9/1925, p. 262  (em inglês)


"Houve uma medida de desapontamento da parte dos servos de Jeová na terra com respeito aos anos de 1914, 1918 e 1925... e eles também aprenderam a deixar de fixar datas para o futuro e de predizer o que viria a acontecer em uma certa data..."
- Vindicação I, 1931, pp. 338,339  (em inglês)


"... os meses que restam antes do Armagedom."
- A Sentinela de 15/9/1941, p. 288  (em inglês)


"Devemos presumir, à base deste estudo, que a batalha do Armagedom já terá acabado até o outono de 1975 e que o reinado milenar de Cristo, há muito aguardado, começará então? Possivelmente... A diferença talvez envolva apenas semanas, ou meses, não anos."
- A Sentinela de 15/2/1969, p. 115  (em português)


"Não deveríamos pensar que este ano de 1975 não seja de significado para nós, pois a Bíblia prova que Jeová é o 'Grande Cronologista'..."
- A Sentinela de 1/5/1975, p. 285  (em inglês)


"Desde 1870, os Estudantes da Bíblia têm estado servindo com uma data em mente - primeiro 1914, depois 1925. Agora eles percebem que devem servir por tanto tempo quanto Deus desejar."
- A Sentinela de 1/11/ 1993, p. 12 (em inglês)


Comentário:

É provável, a esta altura, que o leitor esteja confuso e atônito com tal sucessão de datas proféticas - 1914, 1915, 1918, 1920, 1925, 1941, 1975 e assim por diante. Em todas elas, um ponto comum - a convicção inabalável. Recorreu-se, quando necessário, à piramidologia e à astrologia. Na verdade, o que expomos aqui não passa de uma pequeníssima amostra, pois não haveria espaço adequado nesse artigo para mencionar todas centenas de referências da literatura das Testemunhas de Jeová concernentes a previsões proféticas não cumpridas (infelizmente, para elas - felizmente, para o mundo). O historiador e ex-adepto Jim Penton destaca, em sua obra Apocalipse Adiado (1985), a insistência com que as Testemunhas de Jeová entregam-se, desde seus primórdios, àquilo que tem sido sua autêntica 'marca registrada' - a escatologia milenarista que os adventistas reacenderam no final do século 19. A seqüência histórica que acompanhamos acima permite-nos distinguir três fases a cada previsão:

1) uma empolgação crescente antecedendo as datas marcadas;
2) uma progressiva cautela ao chegar muito próximo delas e
3) uma nova remarcação de datas a cada vez que as previsões não se consumam no prazo previsto.

Isto, por si só, é evidência clara de que os clérigos da Sociedade Torre de Vigia estão - há mais de um século - aplicando o método de tentativa e erro, muito embora afirmem, conforme vimos, que estas são "datas de Deus, não de homens". Poderiam tais frustrações sucessivas abalar a fé de muitos na Bíblia? Em caso afirmativo, a quem atribuir a culpa?
LIBERTOS!
Participe! Envie seu artigo para indicetj@yahoo.com
O INDICETJ.COM não comercializa publicações, filmes ou qualquer outro tipo de arquivo.

Voltar para o conteúdo