Cartas de Dissociacao de Silene Gadêlha Miranda - INDICETJ.COM Escandalo sobre Testemunhas de Jeova

Ex-Testemunha de Jeová
publica mais de 1.000 artigos críticos!
Ir para o conteúdo
1
2
3
4
5
6

CARTA DE DISSOCIAÇÃO

SILENE GADÊLHA MIRANDA

Fortaleza, 25 de outubro de 1998.

Ao Corpo de Anciãos da Congregação Sudeste,


O motivo de minha relutância até agora em pedir para sair desta organização, não se deve a dúvidas sobre se ela é ou não a religião aprovada por Deus, pois várias evidências bíblicas já provaram que não é, porém por causa da privação imposta de não poder mais conviver livremente com pessoas tão queridas por mim; pessoas para quem agora serei como uma estranha e daí a razão de tanto sofrimento emocional pelo qual tenho passado nestes últimos dias.

Esse não reconhecimento pela organização dos sentimentos que aproximam as pessoas naturalmente, faz dela o maior dos estranhos para mim agora, pois ela faz com que tais sentimentos fiquem à margem, impotentes. Esta organização quase me fez desacreditar no amor genuíno entre as pessoas, em relacionamentos sinceros, incondicionais. Este é meu legado depois de 20 anos dentro desta organização que diz levar o nome de Deus, e, no entanto, desonra-O e O difama por dar mau testemunho do amor, Sua qualidade principal, cujo espírito permeia toda a escritura, em contraste com o apego a normas, leis, dogmas e regulamentos, marca registrada dos fariseus dos dias de Jesus. (Mat. 23) Estou cansada de ver pessoas serem avaliadas por números produzidos como numa grande empresa; número de horas gastas, número de revistas colocadas, número de estudantes, etc; e não pela espécie de pessoas que são no seu íntimo, pela bondade sincera que demonstram em seu coração.

Quando se entra, a Sociedade nos limita à associação dentro do círculo “seguro” da congregação, nos oferecendo uma irmandade internacional. Do que vale isto, se este amor é facilmente manipulável e condicionado a um tolhimento da liberdade de expressão existente apenas em regimes opressores e terroristas? E mais, para termos nosso passe garantido, temos de abdicar de nossa consciência individual de seres livres – dom dado pelo próprio Deus – em prol de uma consciência organizacional, sujeita a falhas e tentativas empíricas.

Uma religião que adequa a Bíblia para encaixar suas doutrinas de acordo com seus interesses que confunde Deus com a organização, difamando assim Seu nome por fazer recair sobre Ele os próprios erros dela.

Num primeiro momento, a proposta bíblica de paraíso na terra algo muito atraente para as pessoas que vivem angustiadas pelas intempéries deste sistema e, por isso, todo o pacote restante de doutrinas e regras humanas é facilmente aceito sem questionamentos, embora nunca compreendido. Mas as dúvidas quanto a este conjunto de doutrinas erradas existem dentro de cada um de nós, latentes, pedindo para vir à tona, e isto um dia acaba acontecendo com muitas pessoas sinceras.

Estou saindo desta casta de pessoas “superiores” para me tornar uma pessoa simples, comum. Tendo em vista que um dia fui enganada por algo no qual depositei tanta fé, hoje me sinto descrente, tendo que lutar para resgatar o genuíno amor por Deus e seu filho Jesus Cristo e reaprender a viver. Desta forma, esta organização foi para mim uma pedra de tropeço, tendo prejudicado minha relação com Deus.

Arrependo-me de um dia ter ingressado nesta organização e ter desperdiçado meu tempo, minhas energias e meus sentimentos com pessoas que, não por sua própria vontade, mas por sofrerem uma programação intensa da Sociedade, hoje me viram as costas.

Comunico o meu desligamento da Sociedade Torre de Vigia e despeço-me reafirmando meu amor por todos vocês e ao mesmo tempo abdicando dele, já que a organização me impõe tão desamorosa, inflexível e injusta sentença.

Atenciosamente,
Silene Gadêlha Miranda

LIBERTOS!
Participe! Envie seu artigo para indicetj@yahoo.com
O INDICETJ.COM não comercializa publicações, filmes ou qualquer outro tipo de arquivo.

Voltar para o conteúdo