Diálogo imaginário entre uma Testemunha de Jeová e um médico - INDICETJ.COM Escandalo sobre Testemunhas de Jeova

Ex-Testemunha de Jeová
publica mais de 1.000 artigos críticos!
Ir para o conteúdo
1
2
3
4
5
6


DIÁLOGO IMAGINÁRIO ENTRE UMA TESTEMUNHA DE JEOVÁ E UM MÉDICO
Alan Feuerbacher

TJ: O Antigo Testamento diz que não devemos tomar ou comer sangue.

Médico: Diz? Onde?

TJ: Em Gênesis 9:4 Deus deu uma lei a Noé e a toda a humanidade que proibia comer sangue. Em Levítico 17 e noutros sítios Deus disse que não se devia comer sangue, devia-se derramá-lo no chão.

Médico: Para quem foi escrito Levítico? Para os judeus ou para os cristãos?

TJ: Para os judeus. Os cristãos não estão sob a Lei.

Médico: Então por que é que você está a aplicar Levítico aos cristãos?

TJ: Uh, bem, os cristãos podem extrair princípios da Lei de Moisés e aplicá-los nas suas vidas.

Médico: Acha? Como é que você enquanto cristão determina exatamente quais os mandamentos que são princípios a que os cristãos têm de obedecer e quais são Leis a que os cristãos não têm de obedecer?

TJ: Bem, o nosso Corpo Governante diz-nos quais são.

Médico: Hahahahahaha!

TJ: ...

Médico: OK, então ficou provado que você não consegue responder de forma lógica à minha pergunta. Vamos avançar. Pegue na sua Bíblia e diga-me o que encontra em Deuteronômio 14:21.

TJ: Vou ler... OK, o texto diz que os judeus podem vender corpos de animais encontrados mortos a não-judeus e estes podem comer a carne não sangrada.

Médico: A-há! Não lhe diz isso algo importante?

TJ: Não. O que é que me deveria dizer?

Médico: Quem disse aos judeus que os gentios podiam comer carne não sangrada?

TJ: Foi Deus.

Médico: Ótimo. Você acha que Deus diria aos judeus que os gentios estavam livres para violar as suas leis?

TJ: Claro que não! Isso seria inconsistente da parte de Deus.

Médico: Exatamente. Sendo assim, o que é que isso nos diz sobre o modo como Deus encara o fato de os gentios comerem animais já mortos que não tinham sido sangrados?

TJ: Bem, isso diz-nos que era aceitável os gentios comerem esses animais. Mas espere! Isso vai contra o que o nosso Corpo Governante nos ensina! E vai contra o que Gênesis 9:4 diz: Não deveis comer sangue.

Médico: Mais devagar. Você concorda que a Bíblia é consistente? Você já concordou que Deus não permitiria expressamente que os gentios violassem as suas leis.

TJ: Sim, a Bíblia é consistente. Mas então isso significa que Deuteronômio vai contra o que Gênesis diz sobre não comer sangue.

Médico: De modo nenhum. Temos de compreender a declaração pouco clara de Gênesis à luz da declaração muito clara de Deuteronômio. Não acha que isto faz sentido?

TJ: Acho que sim. Mas o que é que isso significa?

Médico: Bem, é simples: Deuteronômio diz que Deus permite que os gentios comam a carne de animais não sangrados que foram encontrados mortos. Gênesis 9:4 diz para não se comer carne que tem sangue. É fácil reconciliar os dois textos: Gênesis 9:4 de fato significa: não comam o sangue de animais que vocês mataram especificamente para alimento. Ora, não é simples?

TJ: Acho que sim.

Médico: Você não parece convencido. Veja o assunto deste ângulo. Gênesis 9 tem tudo a ver com respeitar a vida, não tem a ver com respeitar o sangue. Deus disse simplesmente para não comer o sangue de animais que matamos para alimento, porque assim estamos mostrando respeito pelo dom da vida concedido por Deus. Mas se um animal morreu por outras causas, então nós não tomamos a sua vida e não adianta fazer seja o que for com o seu sangue. Por isso podemos comer o animal, de acordo com Deuteronômio 14:21.

TJ: OK, acho que agora percebi.

Médico: Qual é o impacto disto na noção das Testemunhas de Jeová de que os cristãos não devem tomar transfusões de sangue porque estas são uma forma de comer sangue?

TJ: Bem, o dador de sangue não é morto para ser comido, e nem sequer é morto de modo nenhum, portanto Gênesis 9:4 não se aplica nesta situação.

Médico: Certo! Por conseguinte, esse texto não pode ser usado contra as transfusões de sangue.

TJ: Mas espere! O pensamento de tomar sangue é nojento para mim! Não é diferente de comer sangue através da boca! Isso é horrível!

Médico: Não. Comer sangue e tomar uma transfusão são coisas muito diferentes.

TJ: Não são. Se um médico me disser para me abster de álcool, acha que ele aprovaria se eu tomasse o álcool por via intravenosa?

Médico: Claro que não. Mas as duas situações são muito diferentes.

TJ: Não são, não! Em ambos os casos estamos a comer. Simplesmente no caso da via intravenosa estamos a comer através de uma via diferente.

Médico: Meu caro, você não está a pensar com clareza. O que acontece quando o álcool chega ao estômago? É digerido ou não?

TJ: Não, não é digerido. É absorvido diretamente através do estômago e das paredes dos intestinos para a corrente sangüínea. Depois o fígado gradualmente digere-o, decompondo-o em ácidos gordos e água.

Médico: Está correto. Agora, o que acontece quando o sangue chega ao estômago?

TJ: Bem, é digerido tal como qualquer outra comida. Depois os componentes são absorvidos para a corrente sangüínea.

Médico: Excelente! Agora, o que acontece quando o álcool e o sangue doado são colocados diretamente na corrente sangüínea por via intravenosa?

TJ: Bem, o álcool é decomposto pelo fígado e o sangue cumpre simplesmente a sua função normal.

Médico: Então o sangue é digerido ou não?

TJ: Não...

Médico: Correto. Então uma transfusão não pode ser uma forma de comer, pois o sangue nem sequer é digerido, certo?

TJ: Certo.

Médico: Mas tomar álcool através das veias ou da boca tem o mesmo resultado: o álcool é decomposto e digerido pelo fígado, certo?

TJ: Sim, está certo.

Médico: Portanto a sua analogia entre transfusões de sangue e álcool está errada, não concorda?

TJ: Bem, acho que sim. OK, é uma má analogia, mas, mas...

Médico: Estou a ver que você ainda está confuso. Pense nesta analogia. Suponha que um médico lhe diz que você tem um fígado doente e não consegue digerir a carne corretamente. Ele diz-lhe que você deve abster-se de carne de agora em diante, ou arrisca-se a ter um colapso do fígado e morrer. Por isso, você não come carne. Um ano depois o médico diz-lhe que a sua melhor chance de recuperação é obter um transplante de fígado. Diga-me: será que o médico se está a contradizer quando lhe diz para não comer carne, e depois lhe diz para obter um transplante de fígado?

TJ: Humm... não. Obter um transplante de fígado não é o mesmo que comer um fígado.

Médico: OK, ótimo. Por que razão não é o mesmo?

TJ: Porque um transplante é apenas mudar o órgão de um corpo para outro. O fígado não está a ser comido pois não é digerido.

Médico: OK, então o que é que isso lhe diz sobre uma transfusão de sangue -- que é apenas outro tipo de transplante de órgão [Despertai!, 22 de outubro de 1990, p. 9; Como Pode o Sangue Salvar a Sua Vida? (1990), p. 8] -- em contraste com comer sangue?

TJ: Bem, diz-me que uma transfusão não é o mesmo que comer sangue. OK, agora compreendo.

Médico: Ótimo! Então, em vista desta discussão, será que você ainda pode dizer que o Antigo Testamento diz aos cristãos para não comerem sangue?

TJ: Bem, apenas alguns tipos de sangue.

Médico: Que tipos de sangue?

TJ: Sangue de animais mortos para alimento.

Médico: Excelente! Agora, o que é que o Antigo Testamento diz aos cristãos sobre transfusões de sangue?

TJ: Nada?

Médico: Certo! Você está a compreender a idéia.

TJ: Mas, e que dizer de Atos capítulo 15? Os apóstolos decidiram através do espírito santo que nos devemos abster de sangue. Não inclui isso as transfusões?

Médico: OK, pense nisto: Em que se baseiam as abstenções mencionadas em Atos capítulo 15? O que é que as próprias passagens dizem sobre aquilo em que os apóstolos basearam a sua decisão?

TJ: Sobre as leituras de Moisés.

Médico: Ótimo! E o que é que Moisés tinha a dizer sobre transfusões de sangue e sobre comer sangue?

TJ: Não tinha nada a dizer sobre transfusões, e disse que os judeus não deviam comer nenhum sangue, e que os gentios não deviam comer sangue de animais mortos para alimento.

Médico: Certo. E como é que isso afeta o seu entendimento sobre o significado da expressão "abstende-vos de sangue" em Atos capítulo 15?

TJ: Bem, o significado deve ser exatamente o que discutimos até este ponto.

Médico: Está correto. Então, será que Atos 15 pode estar dizendo alguma coisa sobre as transfusões de sangue?

TJ: Suponho que não.

Médico: Certo. E se a Bíblia nada diz sobre transfusões de sangue, será que algum cristão devia dizer a outro cristão que tomar uma transfusão de sangue é contra a lei de Deus?

TJ: Hummm... não.

Médico: E se algum cristão tiver a presunção de proibir outro cristão de fazer algo que o próprio Deus não proíbe, o que é que isso nos diz sobre o cristão presunçoso?

TJ: Que ele não é um bom cristão.

Médico: Exatamente! Então, será que os líderes das Testemunhas de Jeová são bons cristãos?
LIBERTOS!
Participe! Envie seu artigo para indicetj@yahoo.com
O INDICETJ.COM não comercializa publicações, filmes ou qualquer outro tipo de arquivo.

Voltar para o conteúdo