Falsas afirmações das Testemunhas de Jeová - INDICETJ.COM Escandalo sobre Testemunhas de Jeova

Ex-Testemunha de Jeová
publica mais de 1.000 artigos críticos!
Ir para o conteúdo
1
2
3
4
5
6


FALSAS AFIRMAÇÕES
DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ

Luiz Alberto de Araújo Bezerra

As Testemunhas de Jeová iniciaram suas atividades por volta de 1870, nos Estados Unidos. Charles Taze Russell foi o fundador, e tinha, na época, 18 anos. Ele tinha aprendido de Jonas Wenndell que a vinda de Jesus aconteceria em 1873. (Depois a data foi mudada para 1874.) A profecia de Jonas Wendell foi falsa. Vejamos o que diz Deuteronômio 18:20-22:

“No entanto, o profeta que presumir de falar em meu nome alguma palavra que não lhe mandei falar ou que falar em nome de outros deuses, tal profeta terá de morrer. E caso digas no teu coração: “Como saberemos qual a palavra que Jeová não falou?” quando o profeta falar em nome de Jeová e a palavra não suceder nem se cumprir, esta é a palavra que Jeová não falou. O profeta proferiu-a presunçosamente. Não deves ficar amedrontado por causa dele.”

Se Jonas Wendell vivesse no tempo que a lei mosaica estava vigorando teria sido morto por causa de sua falsa profecia em nome de Jeová!

Foi então que Russell conheceu Nelson Barbour, e este conseguiu convencer Russell que Jesus tinha voltado em 1874 de forma invisível. E esta foi a crença de Russell até a sua morte em 1916, aos 64 anos. Mesmo após sua morte, Charles Taze Russell continuou a ser considerado como o servo escolhido do Senhor para esse tempo do fim. Todos acreditavam que Russell era o sevo prudente, o escravo fiel e discreto de Mateus 24:45-47. Note:

A Sentinela de 1° de maio de 1922, página 132:
“Não há ninguém hoje na verdade atual que possa honestamente dizer que recebeu conhecimento do plano divino de qualquer outra fonte além do ministério do irmão Russell, direta ou indiretamente.”

A Sentinela de 1º de março de 1923, diz na página 68:
“Cremos que todos os que estão agora se regozijando na verdade atual concordarão que o irmão Russell ocupou fielmente o cargo de servo especial do Senhor e que foi feito governante sobre todos os bens do Senhor.”

Foi somente em 1927 que os líderes das Testemunhas de Jeová mudaram o ensino, e passaram a dizer que o servo prudente é um servo coletivo, e não individual. Foi então nesse ano que Russell perdeu o posto de único escravo fiel e discreto entre as Testemunhas de Jeová. (Proclamadores, página 143) Atualmente, o corpo governante afirma que, como grupo, ocupa o papel do “escravo fiel e discreto”. O corpo governante das Testemunhas de Jeová agora se considera a classe do escravo fiel e discreto de Mateus 24:45 na sua totalidade. O escravo fiel e discreto não foi designado no Pentecostes de 33EC, o que significa que não tem havido uma linha contínua de membros da classe do escravo na terra através dos tempos. A classe do escravo só foi nomeado pela primeira vez por Cristo em 1919. Apesar de fundar a Sociedade Torre de Vigia, Charles Taze Russell não era parte da classe do escravo, porque ele não estava vivo e servindo na sede quando Cristo fez a sua seleção em 1919. O trabalho de Russell e seus companheiros era como a do “mensageiro” em Malaquias 3:1. Alegando que eles são agora o escravo fiel e discreto em sua totalidade, o corpo governante reforça a sua autoridade sobre a organização e sua influência sobre os milhões de Testemunhas de Jeová em todo o mundo. Ninguém pode questionar agora a posição porque, assim como com o Papa da Igreja Católica Romana, eles podem agora reivindicar que a sua autoridade foi-lhes concedida diretamente por Deus através de Jesus.

Estes são os atuais (junho de 2013) membros do Corpo Governante: Antony Morris / David H. Splane / Geoffrey Jackson / Gerrit Losch / Guy H. Pierce / M. Stephen Lett / Samuel F. Herd / Mark Sanderson.

Note o que é dito sobre este grupo:

A Sentinela de 1° de outubro de 1994, página 8:
“Todos os que desejam entender a Bíblia devem reconhecer que a “grandemente diversificada sabedoria de Deus” só pode ser conhecida através do canal de comunicação de Jeová, o escravo fiel e discreto. — João 6:68.”

A Sentinela de 1º de junho de 1968, página 327:
“A Bíblia não pode ser devidamente entendida sem se ter presente a organização visível de Jeová.”

A Sentinela de 1º de agosto de 1982, página 27:
“Mas, Jeová Deus proveu também sua organização visível, seu “escravo fiel e discreto”, composto dos ungidos com o espírito, para ajudar os cristãos em todas as nações a entender e a aplicar corretamente a Bíblia na sua vida. A menos que estejamos em contato com este canal de comunicação usado por Deus, não avançaremos na estrada da vida, não importa quanto leiamos a Bíblia.”

O ensino atual é que a classe do escravo foi nomeada pela primeira vez em 1919.
Se esta afirmação fosse verdadeira esse escravo teria que ensinar a verdade da Palavra de Deus.
Mas veja, por exemplo, o que estavam ensinando em 1919:
• Ensinavam que o início dos últimos dias tinha começado em 1799;
• Que a presença invisível de Jesus tinha começado em 1874;
• Que o inicio da ressurreição dos santos ungidos tinha começado em 1878;
• Que o Reino de Deus seria estabelecido na Palestina em 1925, e haveria a ressurreição dos servos fiéis de Deus do passado;
• Também acreditavam que a Grande Pirâmide de Gizé era uma testemunha de Deus que confirmava períodos bíblicos. Esta crença foi mantida até 1928. (Proclamadores, página 202)


Qual é o ensino atual do corpo governante?
▬ É que o tempo do fim teve início em 1914, e não em 1799;
▬ Que a presença invisível de Jesus teve início em 1914, e não em 1874;
▬ Que a ressurreição dos santos ungidos aconteceu em 1918, e não em 1878.

Datas para a guerra do armagedon (ou fim do mundo)
1914; 1915; 1925; 1975 e para antes de terminar o século vinte.
2 Timóteo 3:16, 17:
“Toda a Escritura é inspirada por Deus e proveitosa para ensinar, para repreender, para endireitar as coisas, para disciplinar em justiça, 17 a fim de que o homem de Deus seja plenamente competente, completamente equipado para toda boa obra.”


Romanos 15:4:
“Porque todas as coisas escritas outrora foram escritas para a nossa instrução, para que, por intermédio da nossa perseverança e por intermédio do consolo das Escrituras, tivéssemos esperança.”


2 Pedro 1:19-21:
“Por conseguinte, temos a palavra profética tanto mais assegurada; e fazeis bem em prestar atenção a ela como a uma lâmpada que brilha em lugar escuro, até que amanheça o dia e se levante a estrela da alva, em vossos corações. Pois sabeis primeiramente isto, que nenhuma profecia da Escritura procede de qualquer interpretação particular. Porque a profecia nunca foi produzida pela vontade do homem, mas os homens falaram da parte de Deus conforme eram movidos por espírito santo.”


João 8:31,32:
“Se permanecerdes na minha palavra, sois realmente meus discípulos, e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.”


João 17:17:
“Santifica-os por meio da verdade; a tua palavra é a verdade”


O ensino que devemos seguir é o que está escrito na Bíblia Sagrada. Devemos seguir a doutrina dos apóstolos e profetas, e não do Corpo Governante. Vejamos:


Atos 2:42:
“E eles continuavam a devotar-se ao ensino dos apóstolos e a partilhar [uns com os outros], a tomar refeições e a orações.”


Efésios 2:19,20:
“Portanto, certamente não sois mais estranhos e residentes forasteiros, mas sois concidadãos dos santos e sois membros da família de Deus, e fostes edificados sobre o alicerce dos apóstolos e profetas, ao passo que o próprio Cristo Jesus é a pedra angular de alicerce.”
LIBERTOS!
Participe! Envie seu artigo para indicetj@yahoo.com
O INDICETJ.COM não comercializa publicações, filmes ou qualquer outro tipo de arquivo.

Voltar para o conteúdo