Licença para mentir - INDICETJ.COM Escandalo sobre Testemunhas de Jeova

Ex-Testemunha de Jeová
publica mais de 1.000 artigos críticos!
Ir para o conteúdo
1
2
3
4
5
6


LICENÇA PARA MENTIR
Walter Gabiatti
Pois é, pelo menos na mentalidade sutilmente manipulada das Testemunhas de Jeová, a mentira assume outras formas quando se trata de algo que vai favorecer o "povo de Jeová".Vejam por exemplo o que diz a Torre de Vigia:

"Uma Testemunha de Jeová estava no serviço de porta em porta na Alemanha Oriental quando encontrou um violento opositor. Sabendo de imediato o que esperar, ela trocou sua blusa vermelha por uma verde.... um oficial comunista perguntou-lhe se ela tinha visto uma mulher de blusa vermelha. Não, ela disse, e ele foi embora. Disse ela uma mentira? Não, não disse. Ela não é uma mentirosa. Antes, ela estava usando estratégia teocrática de guerra, ocultando a verdade por atos e palavras pelo bem do ministério."- A Sentinela de 1/5/1957, p. 285 (em inglês) Grifos acrescentados.

Será que ela realmente não mentiu? Existe uma nomenclatura difente quando quem precisa se safar é Testemunha de Jeová?
O Mestre Jesus Cristo foi bem direto ao abordar essa questão, ao dizer:

"Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira." - (João 8:44)

"Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna." - (Mateus 5:37)

Simples, não é mesmo? Jesus Cristo disse que é próprio ao Diabo proferir mentiras, pois ele é 'um mentiroso e o pai [originador] da mentira'. Enfatizou ainda que, se o nosso SIM não for sim e o nosso NÃO não tiver este sentido, tudo o que for dito "é de procedência maligna".É possível interpretar isso de outra maneira?Para o Corpo Governante, tudo é possível! Vejam, agora, como a cúpula jeovista considera a mentira:

"Embora a mentira maliciosa seja errada aos olhos de Jeová, ninguém é obrigado a divulgar informações verídicas a quem não tem o direito de sabê-las."- A Sentinela de 15/12/1993, p. 25 (em português)

Observem que o "iluminado" Corpo Governante das Testemunhas de Jeová, na citação acima extraída de sua revista quinzenal, estabelece uma variante para a mentira. O que é errado "aos olhos de Jeová" (deve-se ler 'aos olhos dos líderes jeovistas') é a mentira MALICIOSA!Em outras palavras, existem mentiras inofensivas e até mesmo benéficas, segundo os "barões do conhecimento" da Torre de Vigia.

Nas palavras de Jesus Cristo, nos versículos supracitados, existe alguma brecha para se pensar assim?

Recentemente, as Testemunhas de Jeová estudaram em grupo um artigo publicado na revista A Sentinela (1º de Março de 2007) que chamou atenção para a mentira como sendo uma estratégia abençoada por Jeová em algumas situações.
Vejam o que diz o artigo:

"Os filisteus prenderam então Davi. Pode ter sido nessa ocasião que ele compôs, com profundos sentimentos, o salmo no qual rogou a Jeová: "Põe deveras as minhas lágrimas no teu odre." (Salmo 56:8 e cabeçalho) Ele expressou assim confiança que Jeová não se esqueceria de sua aflição, mas cuidaria amorosamente dele e o protegeria. Davi também pensou numa estratégia para enganar o rei filisteu: fingiu-se de louco. Ao ver isso, o Rei Aquis censurou seus servos por trazerem um "louco" perante ele. É óbvio que Jeová abençoou a estratégia de Davi. Ele foi expulso da cidade, escapando mais uma vez da morte por um triz. - 1Samuel 21:13-15".  [p21, §8)

Analisemos as declarações dos que se dizem membros do 'escravo fiel e discreto'. No texto acima, as Testemunhas de Jeová são levadas a crer que Deus faria qualquer coisa para 'cuidar amorosamente e proteger' Davi, afinal Davi havia orado! Após ter orado, Davi "pensou numa estratégia [note que mentira, aqui recebe outro nome] para enganar o rei filisteu". De acordo com o relato bíblico, Davi compareceu diante do Rei com aspecto de louco, inclusive babando. Como se isso não bastasse, o Corpo Governante (representantes do 'escravo fiel e discreto') comete o desatino de declarar:

"É óbvio que Jeová abençoou a estratégia de Davi".

Quer dizer, então, que Jeová, o Deus da verdade abençoou a MENTIRA de Davi? Por quê? Porque essa mentira não se enquadra na categoria de 'mentira maliciosa'? O que Jesus Cristo disse a respeito?

Estaria o Corpo Governante preparando a mente coletiva dos adeptos de sua religião para posteriores revelações acerca das inúmeras mentiras plantadas na consciência de quem busca, inocentemente, servir a Deus?

Será que esse 'escravo', que ensina que Deus abençoa a mentira, é realmente 'fiel e discreto'?


"Uma religião que ensina mentiras não pode ser verdadeira."
Revista A Sentinela de 1 de Dezembro de 1991, p. 7
LIBERTOS!
Participe! Envie seu artigo para indicetj@yahoo.com
O INDICETJ.COM não comercializa publicações, filmes ou qualquer outro tipo de arquivo.

Voltar para o conteúdo