Afinal de contas, as figuras estranhas em publicações das Testemunhas de Jeová são IMAGINAÇÃO ou DELIBERAÇÃO? - Ex-Testemunha de Jeová

Antes, pessoa acorrentada; depois da pesquisa, livre!
Ex-Testemunha de Jeová publica mais de 1.000 artigos críticos!
Ex-Testemunha de Jeová
publica mais de 1.000 artigos críticos!
Ex-Testemunha de Jeová publica mais de 1.000 artigos críticos!
Ex-Testemunha de Jeová
publica mais de 1.000 artigos críticos!
Ir para o conteúdo
1
2
3
4
5
6


ESTUDO 04
AFINAL DE CONTAS,
AS FIGURAS ESTRANHAS EM PUBLICAÇÕES DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
SÃO IMAGINAÇÃO  OU DELIBERAÇÃO ?

É óbvio que, eventualmente, o acaso pode contribuir para o aparecimento de semelhanças, como, por exemplo, quando olhamos para nuvens, para troncos de árvores e até mesmo para formações rochosas tais como as mostradas abaixo.

O Rosto
Pedra da Gávea, no Rio de Janeiro
Rio de Janeiro

Galinha de Pedra
Município de Quixadá, distante quase 200 quilômetros de Fortaleza
Quixadá



"Agrupadas como sentinelas silenciosas no meio dos vales da Capadócia há estranhas 'estátuas' de pedra. Algumas delas se parecem a gigantes chaminés que se erguem 30 metros ou mais em direção ao céu. Outras se parecem a gigantescos cones de sorvete, obeliscos ou cogumelos." - A Sentinela de 15 de julho de 2004, página 24.

O Camelo e O Cogumelo
Capadócia, Turquia



Sim, a natureza produz coisas incomuns. Daí, a mente humana, comparando com as formas existentes em nossa memória, diz que na Pedra da Gávea haveria um rosto, na Pedra do município de Quixadá haveria uma galinha e que há algo semelhante a um camelo e a um cogumelo nas formações rochosas em Capadócia. Isso acontece porque o ser humano tende a dar formas à imagens, inanimadas ou não. A essa capacidade chamamos de pareidolia.

Vejamos mais exemplos.


Muita dó... Os despertadores estão tristes...

Neste caso, o despertador parece abatido, infeliz. No entanto, é o cérebro humano que cria essa ilusão. Como o despertador é algo inanimado, de fato, não é capaz de expressar sentimentos. Porém, realmente, mesmo uma criança poderá ver nos relógios a semelhança com uma fisionomia tristonha. Você não?

"Assim como o fabricante poderia modificar o design do relógio,
o Corpo Governante poderia consertar suas ilustrações, se quisesse."

Vê a semelhança de um rosto na figura ao lado? Em 1976, uma fotografia tirada pela sonda espacial Viking  mostrava uma colina na superfície da região da Cydonia, em Marte, que parecia um rosto humano. Porém, ao longo dos anos, várias imagens foram feitas pela NASA e, por fim, mostraram que o rosto era tão somente um efeito causado por sombras.

Todavia, enquanto a NASA não mostrava novas imagens do local, permanecia a ideia comum de que havia ali a curiosa e inexplicável semelhança de um rosto humano.

Mas, ao passo que o caso do rosto em Marte foi resolvido, não se pode dizer o mesmo das faces subentendidas descobertas nas publicações das TJs.  Ao longo dos anos algumas das mesmas faces vem sendo reapresentadas, sem a menor alteração, fortalecendo o pensamento de que as semelhanças humanas ou animalescas encontradas nas ilustrações são mesmo para estarem ali! (Por exemplo, até o momento, a figura nº 001 já foi republicada mais de 5 vezes - mesmo após ser denunciada no início dos anos 80!)

Note o contraste: A NASA tratou do caso do rosto em Marte abertamente, publicamente. Por outro lado, o Corpo Governante esconde do público quais são as figuras denunciadas em suas publicações. – João 3:20, 21.
Uma leitora, que alega ser Testemunha de Jeová, escreveu-me: "Todas as imagens mostradas, na realidade, não existem. Partindo de modelos armazenados na memória de cada pessoa, nosso cérebro usa a imaginação para construir imagens inexistentes. Suas imagens são apenas modelos armazenados na mente de cada um."

De certo, o cérebro tem essa capacidade. Mas isso não implica que "todas as imagens mostradas" são criações mentais individuais. Não é sábio generalizar. Por que não? Porque se aplicássemos esse raciocínio para tudo, até mesmo a mais legítima projeção subentendida seria inexistente! Além disso, cada mente armazena os seus próprios modelos — uns diferentes dos outros. Porém, a maioria das figuras mostradas são entendidas do mesmo modo. Só os desenhistas e revisores das Testemunhas de Jeová que supostamente jamais enxergam nenhuma das imagens denunciadas...


"Todas as imagens... não existem"? Essa pegou pesado! "Todas"? A Testemunha só pode ter passado os olhos nas imagens denunciadas apressadamente e, assim, despercebeu que o acervo traz variados tipos de ilustrações. Note:
FIGURA Nº 017
Para a Testemunha que me escreveu, encontrar uma enxurrada de letras A, E, S deve ser apenas a necessidade de uso de óculos por parte de quem as vê. A TJ crê que não há nada que se aproxime ou lembre letras em nenhuma das ilustrações do povo santo de Deus!

Também, pela pressa, a Testemunha não reparou que aí, ao lado, há a caricatura de uma face. Uma face disfarçada nos cabelos de Barnabé.

É imaginação ver aqui dois dedos juntos e os demais separados, formando a letra "M"? Creia, isso nada tem haver com "imaginação construir imagens" ou pareidolia. Os defensores das TJs devem enxergar todos os dedos juntos ou separados - ou devem tentar minimizar o simbolismo esotérico do gesto...
FIGURA Nº 072
Pelo visto, até mesmo a lambança feita pelo considerado "zeloso cristão" ilustrador (ai de quem diga o contrário!) foi encarada como pareidolia ou montagem maldosa de opositores...
FIGURA Nº 091
Para a defensora da Watchtower, temos aqui outro exemplo de pareidolia: apenas temos a impressão errônea de que os homens estão sem roupas... Todos estão de calças compridas e blusas de mangas compridas tamanho 'GG'! Nenhum deles está próximo do outro.
Tendo em vista o parecer de vários artistas não Testemunhas, bocado do que eles produzem é classificado por outros como 'escondido'. Porém, isso não foi planejado por eles próprios. É razoável esperar que esta situação também aconteça no caso de imagens produzidas pelos ilustradores das TJs. Por negar essa verdade, há aqueles que veem múltiplas figuras até mesmo em pingo de "i"... (Infelizmente tais ridículas montagens fabricadas tem levado diversos a encararem com má vontade a questão de figuras estranhas distribuídas pelos livros e revistas desta organização religiosa.) Entretanto, isso não significa que não existam legítimas figuras suspeitas publicadas pelas TJs.

Há defensores do Corpo Governante adotando o ponto de vista do acaso como explicação para todas as concepções denunciadas. Contudo, generalizá-las e chamá-las de acaso ou pareidolia é admitir que as imagens realmente existem!

Interessante é que nem mesmo o Corpo Governante recorre a esta explicação simplista. Portanto, uma Testemunha de Jeová que advoga a ideia do acaso ou pareidolia estará indo além das coisas escritas na 'explicação' dada pela organização.

De modo semelhante, apontar desenhos de livros, revistas, músicas, filmes e outras produções seculares pouco ajuda ou abona posto que, segundo a própria organização, estes integram o mundo que "jaz no [poder do] iníquo" (1 João 5:19) e, neste caso, é compreensível encontrar neles tais formações. Além disso, nenhuma de tais fontes proclama ao planeta ser exclusivo "instrumento que Deus usa", como trombeteia incansavelmente o Corpo Governante sobre si mesmo. — A Sentinela de 15 de agosto de 1981, página 19.

"Cada artigo, tanto da Sentinela como de Despertai!, e cada página inclusive as gravuras, são esquadrinhados por membros escolhidos do Corpo Governante antes de irem para a impressão."  
― A Sentinela de 1º de março de 1987, página 15.

Assim, o Corpo Governante transmite a ideia de que é quase impossível qualquer imagem penetra surgir por acidente ― afinal, "as gravuras são esquadrinhadas". "Esquadrinhar” é bem mais do que uma rápida passada de vista nas ilustrações, não é? De acordo com o Dicionário Aurélio ― Século XXI, "esquadrinhar" significa "examinar cuidadosamente; vigiar com cuidado; investigar, pesquisar, perscrutar."

Note que isto é feito, não por um só indivíduo despreparado, mas por "membros escolhidos do Corpo Governante". Reparou no detalhe? Quem verifica as ilustrações são "membros escolhidos do Corpo Governante" ― não simplesmente "membros escolhidos pelo Corpo Governante". E foram "escolhidos" especialmente para o tal "esquadrinhar"!

Quando certos defensores das Testemunhas citam o comentário desta Sentinela ou tentam justificar dizendo que as imagens subentendidas (ou não) são acidentais ou pareidolia, na realidade, estão como que admitindo que os "membros escolhidos do Corpo Governante" foram incompetentes em sua investigação por deixar passar tais projeções coletivas inadequadas!


Este vídeo encerrou com qualquer dúvida ― se é que ainda restava alguma ― quanto a possibilidade destas visões coletivas serem apenas produto do acaso. A fita explica o processo de impressão de revistas e, especificamente, sobre o cuidado quanto a produção das ilustrações. Nenhuma gravura é feita na correria ou de forma impensada.

Mais ou menos aos 7 minutos, o locutor faz questão de dizer sobre cada desenho:

"sua cor, brilho e nitidez são meticulosamente examinados"!

Então, mais ou menos aos 11 minutos, mostra-se uma pessoa com uma lente de aumento procurando detidamente encontrar até mesmo a menor diferença de tonalidade entre as cores nas ilustrações! Certamente a organização entende o que é um "meticuloso exame"!

Portanto, acredite, as ilustrações são exatamente como deveriam ser ― incluindo todas as "poderosas mensagens sem palavras" que se intencionou!
"Gravuras ― poderosas mensagens sem palavras."
 "Gravuras transmitem uma mensagem clara para todas as pessoas"

"Sua cor, brilho e nitidez
são meticulosamente examinados"

Ao lado, um trecho do vídeo "Testemunhas de Jeová — A ORGANIZAÇÃO QUE LEVA O NOME".

Mostra-se o cuidado na elaboração das ilustrações e as etapas em que elas são submetidas antes de serem finalmente impressas. Note a lupa sobre as duplicatas das ilustrações.
Somente após "meticuloso exame", os olhos treinados (não olhos leigos ou inexperientes na função) define a imagem que "transmitirá a mensagem clara".
Sobre a criação das imagens, o vídeo explica: "Trabalhando a partir de ideias aprovadas, os cenários são montados e fotografados e, depois, desenhados ou pintados por artistas. Membros da família de Betel não raro posam para fotos..." Como exemplo, mostra-se a cena:


Repare que os artistas não são 100% fiéis à fotografia. Neste caso, notamos que a foto é alterada quando "desenhada ou pintada por artistas".

Compare: Na foto, o menino olha para frente. Mas, para o desenho oficial, o "artista" coloca o menino olhando para esquerda e com o dedo no lábio superior. Embora a foto mostre uma das mãos da menina na boca, o "artista" coloca suas mãos sobre as pernas do homem. A segunda imagem, a oficial, aparece no livro O Maior Homem Que Já Viveu, capítulo 95.

Outro ponto a ser percebido é o tamanho agigantado que as ilustrações são feitas. Isso enfraquece qualquer argumento de que os impressores não viram a formação dita 'esquisita'.


Outro exemplo é mostrado. Compare o antes com o depois:



A primeira figura mostra betelitas posando para foto. A segunda é a oficial do livro O Maior Homem Que Já Viveu, capítulo 53. (ver) Novamente, é interessante perceber que certos detalhes daquilo que foi anteriormente chamado de "ideias aprovadas", nestes casos, foram desaprovados e modificados pelo desenhista.
As forças da natureza tal como as nuvens do céu podem desenhar semelhanças ao acaso. Mas, são as belas ilustrações mostradas nas publicações das Testemunhas também desenhadas ao acaso, sem o pincel ou o lápis do ilustrador?

Assim, creio seriamente que imagens formadas por nuvens, troncos de árvores, galáxias (e seja lá o que mais) não devam colocar abaixo todo este arrazoado. Por que não?

Porque não há boatos caluniosos sobre nuvens. Ninguém se revoltou contra Jeová ao notar certa figura estranha num tronco de árvore. Ninguém se tornou ateu por ver formações inadequadas nas pedras. Não se formou nenhuma comissão judicativa por alguém ter visto uma face numa rosquinha queimada ou nos azulejos do banheiro.

Tampouco há anjos, querubins ou serafins especialmente designados por Jeová para "esquadrinhar" ou "meticulosamente examinar" toda a criação a fim de bloquear quaisquer formações acidentais indesejadas que levasse alguém a pensar em figuras camufladas...

Decerto, algumas das ilustrações denunciadas são tão bem boladas que creditá-las ao acaso seria tão inteligente quanto crer que jogar para o alto algumas latas de tinta resultaria numa bela e detalhada cena ― até com diferenças sutis de tonalidade!

A verdade é: entre a composição verdadeiramente espontânea da natureza e as figuras cuidadosamente planejadas do Corpo Governante há um abismo gigantesco! É tolice compará-las!
Desenhos nas nuvens
– feito pelo acaso ou pelo desenhista?

"Absurdo! O Corpo Governante nunca permitiria algo danoso em suas ilustrações que louvam a Deus."
― escreveu-me apressadamente uma Testemunha, sem verificar o acervo.


Comentário: Ah, não? Então, são benéficos os gestos místicos em mais de uma dezena de ilustrações, que, aliás, continuam a aparecer até os dias de hoje? Devemos crer que tais gestos "louvam a Deus"? Desculpe-me, mas não posso concordar que Lázaro esteja louvando a Deus através de um gesto que se aproxima àquele usado no satanismo e repetido insistentemente pelos jovens do mundo... — Figura nº 105.

Ora, há justificativa para republicarem algo malévolo apenas por que se diz que este apareceu por acaso? Ué?! Se é assim, então, liberou geral, é?

Uma face sinistra pode ser publicada e republicada desde que se alegue que é apenas projeção, imaginação? Cada ilustrador está liberado para criar qualquer rosto desde que se afirme depois que é pareidolia e, então, tudo se resolverá instantaneamente, num passe de mágica? Sinais diabólicos podem ser publicados e republicados desde que se diga tão somente que surgiram acidentalmente ou devido a problemas na chapa de impressão e assim por diante?

Basta dizer:
"É só pareidolia" que...http://wsx5customurl.com
"tudo resolverá esta varinha de condão!"



   OUVIR

Se é assim, melhor seria indagar: "Por que os ilustradores insistem em colocar algo que poderá ser considerado, por exemplo, pareidolia coletiva? Se até mesmo vários protetores do Corpo Governante encaram - pelo menos algumas imagens - como realmente sendo estranhas, porque isso não é reconhecido? Se realmente são óbvias pareidolias, por que não são modificadas? Colocar pareidolias pode? Eu heim...

Quando deixamos que as ilustrações falem, seu testemunho não se volta para o acaso. Antes, o testemunho se volta para o planejamento. Mostra que cada ilustração em sua inteireza — não apenas uma parte dela — é planejada cuidadosamente. Nenhuma análise meticulosa (feita por membros preocupados, entre outros, com alguma projeção indesejada que certa parte da ilustração pudesse provocar) deixaria de ver pelo menos algumas das óbvias figuras denunciadas. De certo, os fatos básicos quanto aos cuidados dispensados antes, durante e depois da elaboração das ilustrações apoiam não a coincidência, o acaso, o acidente, mas o projeto.

Se o antecipado exame cabal dos encarregados de "esquadrinhar" as ilustrações não dá margem para a incompetência, para a displicência, o que ele nos ensina? Ensina que todos os detalhes das gravuras foram bem planejados. Tendo isso em mente, temos de assumir que as mais de 300 imagens denunciadas são 100% aprovadas pelo Corpo Governante e que não estão lá por mero acidente! São para estar mesmo onde estão - quer você queira, quer não!

Leitor, não pense que a questão-chave seja apenas determinar se existem ou não imagens camufladas deliberadas nas publicações elaboradas pelas Testemunhas. Não! Como veremos a seguir, o ponto central é a atitude do Corpo Governante diante das reclamações. Acompanhe com atenção o ESTUDO 5 A QUESTÃO PRINCIPAL.


Divulgue seu artigo crítico gratuitamente!
Envie-o para avaliação: indicetj@yahoo.com.br
Voltar para o conteúdo